teia de ideia [mídia e tecnologia]

Francisco Rolfsen Belda

Plano de ensino: Planejamento Gráfico-Editorial 1

com um comentário

Planejamento Gráfico-Editorial em Jornalismo I

Ementa: Apresentação e discussão das noções fundamentais da comunicação visual aplicada ao jornalismo. Artes gráficas. Produção gráfica. Design de notícias. Percepção visual. Sintaxe visual. Teorias da imagem. Planejamento gráfico-editorial.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/04/2017 às 22:24

Publicado em Planejamento Editorial

Plano de aulas e avaliações da disciplina

nenhum comentário

Confira o plano de aulas e os instrumentos de avaliação da disciplina de Planejamento Gráfico-Editorial 1, turmas A e B, para o primeiro semestre letivo de 2017. O cronograma a seguir é uma indicação geral e pode ser alterado pelo docente conforme a dinâmica das atividades de cada turma e eventuais rearranjos do calendário escolar.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/04/2017 às 9:36

Publicado em Planejamento Editorial

Conhecimentos prévios dos alunos

com 221 comentários

Como tarefa inicial da disciplina, responda, por favor, as questões a seguir. O objetivo deste exercício é identificar e compartilhar conhecimentos e experiências prévias dos estudantes sobre planejamento gráfico-editorial em jornalismo. Essas informações servirão para nortear futuras atividades da disciplina e, também, ajudar o professor a atender alguns interesses específicos dos alunos. Você deve publicar suas respostas como comentário ao final desta página.

  1. Quais os jornais impressos que você lê regularmente? Com que frequência?
  2. Quais as revistas impressas que você  lê regularmente? Com que frequência?
  3. Quais editorias e seções temáticas de jornal são as suas preferidas? Por quê?
  4. O que você entende por planejamento gráfico-editorial em jornalismo?
  5. Você já utiliza softwares de editoração eletrônica? Quais? Qual seu nível de habilidade?
  6. Em sua opinião, o que caracteriza um bom projeto gráfico-editorial em jornalismo?

Obrigado e bom trabalho!

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/04/2017 às 18:35

Escolha de veículo jornalístico para análise

com 157 comentários

Informe, em comentário ao final deste post, o título do veículo jornalístico a ser analisado por você para o trabalho prático proposto para a disciplina de Planejamento Gráfico-Editorial. Caso você utilize, como corpus de estudo, um exemplar de jornal do acervo do professor, favor indicar em seu comentário. Exemplo: Nome(s) do(s) aluno(s). Título do veículo (acervo do professor).  

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/04/2017 às 8:38

Publicado em Planejamento Editorial

Exercício de análise de páginas internas de jornal

com 54 comentários

Agora, vamos analisar diversos modelos de páginas internas de jornal impresso. Assim como no exercício anterior, sobre capas, o objetivo é aplicar critérios de sintaxe visual ao exame dos elementos que compõem o design das demais páginas dessas publicações. Como corpus de referência, utilizaremos amostras de páginas de jornais disponíveis em pastas que estão acessíveis por meio da rede de computadores do LEE (pasta compartilhada do professor, dentro da pasta “Cursos”). Considerando os tópicos estudados nas apresentações da Aula 1 e da Aula 2, procure refletir sobre as seguintes questões:  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/04/2017 às 20:20

Publicado em Planejamento Editorial

Roteiro para o trabalho de análise de jornal

com 145 comentários

A proposta do trabalho de análise de jornal impresso prevê o exame crítico dos aspectos lógicos e estéticos da organização editorial e da composição gráfica das publicações selecionadas, considerando cada um dos seguintes aspectos: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/04/2017 às 8:00

Publicado em Planejamento Editorial

Exercício: exame da estrutura editorial de jornais

com 73 comentários

Este exercício prático deve ser feito durante a aula, no laboratório, como preparação para os seminários de análise de projeto gráfico-editorial de jornais. Com base nas indicações a seguir, elabore um mapa de conteúdos referente à estrutura editorial de um jornal. Você pode incorporar esse tipo de mapa também no relatório e na apresentação do trabalho a ser entregue na próxima semana.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/04/2017 às 23:23

Publicado em Planejamento Editorial

Introdução ao planejamento editorial

nenhum comentário

Ficha didática com conceitos e termos relacionados ao planejamento de produtos editoriais, seus processos fundamentais de idealização, concepção e organização.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/04/2017 às 21:44

Site para seleção e download de fontes

nenhum comentário

Confira, no link a seguir, um acervo com diversas opções de fontes e modelos tipográficos para download e que podem ser utilizados no desenvolvimento de projetos gráficos jornalísticos. A maioria das opções não inclui acentos próprios da Língua Portuguesa; ainda assim, pode ser útil.

http://www.dafont.com/pt/

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/04/2017 às 16:45

Exercício de redação de verbetes

com 34 comentários

O verbere, com texto de 2000 caracteres, deve ser publicado como comentário ao final deste post até o dia 21/10. Confiram, a seguir, a lista de verbetes atribuídos a cada um dos alunos da disciplina. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/04/2017 às 10:19

Publicado em Planejamento Editorial

Aula expositiva: “Desenvolvimento e evolução das técnicas de visualização da informação”

com um comentário

O arquivo da apresentação em Power Point “Aula 3 – Desenvolvimento e evolução das técnicas de visualização da informação“, apresentada em aula, está disponível para vocês na pasta da disciplina, na rede de computadores de nosso laboratório, através do seguinte endereço: S:\CURSOS\Prof. Francisco Rolfsen Belda\Planejamento Gráfico Editorial (prof). Esta apresentação fornece ilustrações históricas para a compreensão dos elementos envolvidos no planejamento gráfico-editorial de publicações jornalísticas.

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/04/2017 às 9:03

Publicado em Planejamento Editorial

Teorias da imagem e planejamento gráfico-editorial

nenhum comentário

A partir da definição do que é imagem, de seu funcionamento e elementos constitutivos, a ficha sumariza a aplicação desses princípios no planejamento gráfico-editorial de produtos jornalísticos.
Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/04/2017 às 22:04

Percepção e técnicas de comunicação visual

nenhum comentário

Ficha didática sobre as leis compositivas da percepção visual, seus elementos e formas essenciais, bem como sua aplicação por meio de técnicas de comunicação.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/04/2017 às 21:55

Aula expostiva: “Elementos do planejamento gráfico-editorial”

com 2 comentários

Atenção, pessoal: o arquivo da apresentação em Power Point “Aula 1 – Planejamento gráfico-editorial aplicado ao jornalismo“, usada na aula desta semana, já está disponível para vocês na pasta da disciplina, na rede de computadores de nosso laboratório, através do seguinte endereço: S:\CURSOS\Prof. Francisco Rolfsen Belda\Planejamento Gráfico Editorial (prof). A apresentação introduz alguns subsídios para a análise do projeto gráfico-editorial de cada jornal escolhido por vocês, como trabalho prático da discplina nas próximas semanas.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/04/2017 às 8:48

Publicado em Planejamento Editorial

Aula expositiva: “Conceitos, elementos e critérios de análise visual”

nenhum comentário

Mais uma vez atenção, pessoal: o arquivo da apresentação em Power Point “Aula 2 – Conceitos, elementos e critérios de análise visual“, usada na aula desta semana, já está disponível para vocês na pasta da disciplina, na rede de computadores de nosso laboratório, através do seguinte endereço: S:\CURSOS\Prof. Francisco Rolfsen Belda\Planejamento Gráfico Editorial (prof). Esta apresentação complementa a da “Aula 1”, com a ampliação e a especificação de critérios a serem empregados no trabalho de análise de projeto gráfico-editorial de jornal.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/04/2017 às 10:17

Publicado em Planejamento Editorial

Sugestão de uma proposta editorial para jornal impresso

com 58 comentários

Tendo em vista a diversidade dos projetos gráfico-editoriais conhecidos por meio dos seminários apresentados pela turma, responda à seguinte questão: Se você recebesse um investimento para criar um jornal impresso, qual seria a proposta editorial escolhida por você para orientar essa publicação?

Considere, por exemplo, em sua resposta, o local onde seria produzido o jornal, a abrangência de sua circulação, o perfil demográfico do público-alvo, o perfil da linha editorial, o nível de especialização ou segmentação, o formato e o tipo de papel a ser usado na publicação, a organização da estrutura de conteúdos e os principais elementos característicos de estilo a serem usados na composição de sua identidade visual (grid, tipologia, cores e ícones). Sugira, também, um nome e um slogan para o jornal.

Publique sua resposta, com aproximadamente 2,5 mil caracteres, como comentário ao final deste post.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/04/2017 às 15:47

Publicado em Planejamento Editorial

Avaliação sobre os seminários de análise de jornal impresso

nenhum comentário

Responda, por favor, o questionário a seguir, indicando sua avaliação sobre os resultados da atividade de análise de projetos gráficos-editoriais de jornais impressos e apresentação de seminários.

Atenção: o resultado dessa avaliação já está disponível por meio do relatório a seguir: Resultado da avaliação participativa da apresentação de seminários (em PDF)

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/04/2017 às 10:29

Publicado em Planejamento Editorial

Roteiro para exercício de diagramação/editoração

nenhum comentário

Neste post você encontra um roteiro para elaboração do exercício de diagramação e editoração de uma página de jornal impresso, incluindo dicas para o rascunho da página, organização de arquivos, seleção de fontes, paletas de cores, ícones, infográficos, textos e imagens. Confira: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/04/2017 às 23:11

Publicado em Planejamento Editorial

Exercício de análise de capas de jornal impresso

com 71 comentários

Neste exercício, vamos analisar diversos modelos de capas de jornal impresso. O objetivo é aplicar critérios de sintaxe visual ao exame dos elementos que compõem o design da primeira página dessas publicações. Como corpus de referência, utilizaremos amostras de capas de jornais disponíveis na pasta “Capas de jornal”, acessível por meio da rede de computradores do LEE (pasta compartilhada do professor, dentro da pasta “Cursos”). Considerando os tópicos estudados nas apresentações da Aula 1 e da Aula 2, procure refletir sobre as seguintes questões:  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/04/2017 às 21:11

Publicado em Planejamento Editorial

Trabalho de criação de uma amostra de capa de jornal

com 32 comentários

Neste post, deve ser publicado, como comentário ao final da página, o texto de descrição da proposta editorial do jornal hipotético elaborado pelos alunos para o trabalho de criação de uma amostra de capa com logotipo da publicação. Atenção: as opções do projeto gráfico a ser apresentado em sala de aula, no dia 30/09, devem manter coerência em relação à proposta descrita no texto a ser publicado aqui. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

04/04/2017 às 10:29

Publicado em Planejamento Editorial

Oficina de prática de editoração eletrônica

nenhum comentário

A disciplina de Planejamento Gráfico-Editorial ofereceu uma oficina prática de editoração eletrônica para introdução às ferramentas e técnicas associadas ao uso do software InDesign. O material didático usado nessa atividade encontra-se disponível na pasta compartilhada da disciplina na rede do LEE (Compartilhadas/Curso/Oficina Ind_2014), incluindo uma apostila, material de apoio, modelos de diagramação do jornal-laboratório “Extra” e exercício de desconstrução de uma página jornalística.

Alguns desses materiais estão disponíveis, em PDF, também neste post no site da disciplina:

Para instalar, em seu próprio computador, uma versão do pacote Adobe InDesign CS6, utilize o link a seguir. (Para obter o crack do programa, siga as instruções disponíveis na pasta compartilhada.)
http://www.adobe.com/br/downloads/.html

 

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

31/03/2017 às 9:03

Publicado em Planejamento Editorial

Mãos à obra: vamos criar um jornal!

com 41 comentários

Neste trabalho, serão aplicados, na prática, os conhecimentos e as experiências adquiridas a partir do exercício de análise de jornais e das aulas expositivas da disciplina. A proposta consiste na elaboração, pelos alunos, de um projeto gráfico-editorial original para jornal impresso. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

30/03/2017 às 19:15

Publicado em Planejamento Editorial

Criação de projeto editorial de jornal: primeira etapa

com 59 comentários

Nesta etapa do trabalho de criação de um projeto gráfico-editorial original para jornal impresso, você deve indicar as características principais que definem a proposta editorial de sua publicação. Considere os itens listados a seguir e elabore um texto que apresente sua proposta. O texto deve ser publicado como comentário ao final desta página: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/03/2017 às 10:58

Publicado em Planejamento Editorial

Dicas para definição de formato e tipo de papel

nenhum comentário

Confira informações sobre formatos de página e tipos de papel para jornal impresso mais usados no Brasil: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/02/2017 às 14:38

Publicado em Planejamento Editorial

Trabalho final da disciplina: projeto gráfico de jornal impresso

com 7 comentários

Confira a seguir os itens a serem desenvolvidos e entregues para avaliação como trabalho de conclusão da disciplina de Planejamento Gráfico-Editorial em Jornalismo I. O trabalho deve ser desenvolvido em grupos de 4 a 6 pessoas e concluído até os dias 10 e 11/8, para ajustes, e apresentação final em 17 e 18/8, valendo 4,0 pontos. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

14/02/2017 às 8:38

Publicado em Planejamento Editorial

Questionáro de avaliação sobre o aproveitamento da disciplina

nenhum comentário

Responda, por favor, o questionário a seguir, como instrumento de avaliação sobre o seu aproveitamento da disciplina de Planejamento Gráfico Editorial 1. As respostas não serão identificadas e servirão para auxiliar o professor na avaliação de suas práticas pedagógicas e no aprimoramento dos instrumentos didáticos adotados. Os resultados estão ilustrados no arquivo a seguir:
Questionário: Avaliação final da disciplina de Planejamento Gráfico Editorial 1

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

04/02/2017 às 8:53

Publicado em Planejamento Editorial

Relatório sobre projeto gráfico dos suplementos produzidos

com 8 comentários

Como complemento à entrega dos arquivos em PDF das páginas do suplemento produzido em grupo, deve ser entregue ao professor ou postado ao final desta página um pequeno relatório sintetizando como foi executado seu processo criativo, ou uma espécie de making-of da publicação. Descreva, por exemplo, quem é o público-alvo, como foi escolhido o nome do suplemento e idealizado o logotipo do suplemento e/ou seu slogan; quais critérios e definições envolveram sua composição tipológica, a paleta de cores, a montagem do grid e a modulação das páginas, e organização e distribuição do conteúdo, bem como a iconografia e eventuais infográficos utilizados. Opcionalmente, conte como foram divididas as tarefas entre os membros do grupo. Bom trabalho!

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/02/2017 às 9:22

Relato sobre sua experiência e aprendizagem na disciplina

com 68 comentários

Deixe nesta página um breve relato sobre sua sua experiência e aprendizagem na disciplina. Para isso, considere os seus conhecimentos prévios sobre planejamento gráfico-editorial de jornais e avalie o quanto acredita que seu entendimento sobre o assunto evoluiu ao longo deste semestre. Você também pode indicar os tópicos que mais te interessaram na disciplina e apontar aquilo que considera como pontos positivos e/ou negativos das atividades realizadas e do método de ensino adotado.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/02/2017 às 22:25

Publicado em Planejamento Editorial

Modelo de texto para o expediente da publicação

nenhum comentário

As equipes deverão usar um dos modelos abaixo para a elaboração do Expediente dos suplementos produzidos como trabalho de conclusão da disciplina. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/01/2017 às 9:30

Orientações para a entrega dos trabalhos

nenhum comentário

Conforme combinado, os trabalhos de (1) resenho de um jornal ou suplemento e (2) criação de um infográfico devem ser entregues para avaliação no próximo dia 20/12, terça-feira, durante a aula. Confiram, a seguir, informações específicas sobre como organizar e submeter os arquivos para a entrega. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/12/2016 às 11:08

Roteiro para produção de infográfico

com 64 comentários

Valor: 3,0
Prazo:20/12

Entregáveis:
a) Arte da infografia, em formato PDF ou JPG (salvo em pasta compartilhada da disciplina, com arquivo nomeado conforme o nome da(o) aluna(o).
b) Relatório do desenvolvimento, descrevendo o trabalho de produção do infográfico, de acordo com as etapas indicadas no roteiro a seguir:

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2016 às 15:09

Sobre o trabalho de análise e redesenho de jornal ou suplemento

nenhum comentário

O primeiro trabalho prático da disciplina de Planejamento Gráfico Editorial II prevê o exame e a experimentação criativa sobre o projeto gráfico-editorial de um jornal ou suplemento escolhido. A partir de uma análise crítica dos elementos que compõem o projeto gráfico atual da publicação, deve ser proposto o seu redesenho — e, opcionalmente, também uma revisão do formato e de sua proposta editorial — de modo a atualizar, aprimorar, corrigir ou adaptar as características visuais da publicação, considerando princípios técnicos e estéticos discutidos em sala de aula, com base nesta apresentação.

O roteiro para elaboração deste trabalho consiste em revisar e redesenhar os seguinte aspectos do jornal ou suplemento: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/11/2016 às 11:45

Slides da apresentação sobre infografia no jornalismo

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/11/2016 às 20:50

Slides da apresentação sobre redesenho de jornais

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/11/2016 às 20:48

Reportagens para leitura e discussão

nenhum comentário

UOL  Notícias / Ciência e Saúde
BBC Brasil, Paula Sperb, 04/10/2016
‘Bomba-relógio’ de suicídios: Como uma mescla de agrotóxicos, depressão e dívidas abala grupo de agricultores gaúchos

Revista Piauí / Ed.38, Novembro de 2009
O SETEMBRO NEGRO DA SADIA
“Essa empresa existe para vender frango, vender peru e fazer solsicha”, disse o fundador Attilio Fontana. “Se é para fazer diferente, é melhor abrir um banco”

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

04/10/2016 às 10:37

Exercícios de modelagem: ltrabalhos dos alunos

nenhum comentário

Confiram nos links a seguir o resultado do exercício de modelagem de negócios, processos e produtos de mídia digital, realizado pelos alunos da disciplina, no primeiro semestre de 2015.

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/09/2015 às 20:20

Publicado em Modelagem para TVD

Caminho evolutivo: da ideia ao empreendimento

nenhum comentário

  1. Ideia, conceito (hipótese sobre a proposta de valor)
  2. Benchmarking (informação, análise swot)
  3. Estudos de caso (fatores críticos de sucesso)
  4. Pesquisa de mercado (praça, preço, público etc.)
  5. Modelagem (negócios, processos e produtos)
  6. Validação (aplicabilidade, viabilidade etc.)
  7. Investimento (prospecção, captação, execução)
  8. Implantação (piloto, estruturação, lançamento)
  9. Replicação (disseminação, escala, ampliação)
  10. Re-investimento (segunda rodada de captação)
  11. Retorno (rentabilidade, sustentabilidade, projeções)
  12. Desinvestimento (venda do negócio, abertura de capital)

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/09/2015 às 11:14

Publicado em Modelagem para TVD

Métodos e técnicas para validação de modelos

nenhum comentário

Validação de modelos

  1. O modelo é inteligível?
  2. O modelo é consistente?
  3. O modelo é aplicável?
  4. O modelo é viável?
  5. O modelo é o melhor? Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/09/2015 às 13:40

Publicado em Modelagem para TVD

Agenda de atendimentos da disciplina

nenhum comentário

Confiram a seguir a agenda de atendimentos da disciplina, com o objetivo de apresentar, discutir e modelar casos específicos de negócios, processos e produtos de mídia digital conforme o projeto idealizado por cada aluno(a): Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/07/2015 às 11:08

Publicado em Modelagem para TVD

Modelo de planilha financeira

nenhum comentário

No link abaixo, encontra-se disponível um modelo genérico de planilha que pode servir como base para a elaboração do exercício de modelagem financeira de um empreendimento de mídia. Na parte superior da planilha, estão tabuladas as fontes de receitas, com seus respectivos valores e fatores de cálculo. Abaixo, os desembolsos, separados entre custeio, remuneração de pessoal, custos de venda e investimentos. Na parte à direita, projetam-se os números mensais para um prazo de dois anos. Abaixo, os resultados da operação (receita menos despesa). Os valores indicados nas células são fictícios e devem ser alterados conforme a realidade de cada caso estudado. Mas as fórmulas de cálculo estão baseadas em critérios reais de projeção; ainda assim, algumas delas (como, por exemplo, o valor de comissão de vendas) podem e devem ser editadas conforme as premissas de cada modelo de negócio.

Arquivo:
Modelo Genérico de Planilha Financeira

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/07/2015 às 20:32

Publicado em Modelagem para TVD

Planilhas de benchmarking e modelagem de negócios

nenhum comentário

Acesse, por meio dos links a seguir, duas planilhas que usaremos como instrumentos para a elaboração de modelos de negócio. A primeira serve para mapeamento de produtos e serviços já existentes que possam constituir concorrência para sua ideia de empreendimento. A segunda, cujos elementos constituintes são baseados na técnica BMG Canvas, deve ser utilizada para a produção do exercício de modelagem de negócios. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/07/2015 às 8:29

Publicado em Modelagem para TVD

Apresentação para oficina de mídia start-up

nenhum comentário

Confira neste post a apresentação utilizada para condução da oficina de “Media Start-up: modelagem de negócios, processos e produtos para mídias digitais”, oferecido no Intercom Sudeste 2015.

Mídia Start-up – negócios, processos e produtos para plataformas digitais

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/06/2015 às 15:39

Modelo de negócio genérico – exercício

nenhum comentário

Acesse a planilha no link a seguir, baseada nos elementos descritivos do BMG Canvas e do strategyzer.com, e elabore um modelo de negócio experimental para seu projeto de empreendimento:
https://docs.google.com/spreadsheets/d/1c05SO0TTtd3HJiWVM5PsOEOruSBsP_5pzpQPrdIlnhI/edit?usp=sharing

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/06/2015 às 1:01

Publicado em Modelagem para TVD

Media Startup: negócios e produtos para plataformas digitais

nenhum comentário

MINI-CURSO:
MEDIA START-UP: MODELAGEM DE NEGÓCIOS E PRODUTOS ?PARA PLATAFORMAS DIGITAIS

RELEVÂNCIA E ATUALIDADE 
A nova economia da comunicação abre oportunidades para a criação de negócios e produtos inovadores de baixo custo e distribuídos por meio de plataformas digitais, tais como aplicativos para tablets e smartphones, além de sites, portais e outros serviços informativos acessíveis por meio de internet. Neste contexto, o curso apresenta conceitos, técnicas e estratégias de modelagem para o desenvolvimento ágil de empreendimentos nascentes, ou empresas start-up, na área da comunicação digital, capacitando os participantes para o planejamento e o lançamento de novos negócios e produtos nessa área.

EMENTA

  1. Novos mercados na comunicação digital.
  2. Organização de uma empresa start-up de comunicação.
  3. Modelagem de negócios com a técnica BMG Canvas.
  4. Métodos de desenvolvimento ágil de produtos.
  5. Mapeamento de cenários tecnológicos com uso de roadmapping.
  6. Planejamento comercial e projeções financeiras.

OBJETIVOS

  • Apresentar instrumentos de modelagem de negócios e produtos como subsídios para a criação de empresas start-up de comunicação digital;
  • Capacitar os participantes para o planejamento e o desenvolvimento de atividades de empreendedorismo em comunicação.

PÚBLICO
Alunos de graduação e de pós-graduação em Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Rádio e Televisão, entre outras áreas interdisciplinares de comunicação.

OBSERVAÇÕES

  • É desejável que o curso seja ministrado em sala que permita a divisão dos participantes em até cinco grupos de quatro pessoas, em mesas de trabalho coletivo, diante de um quadro branco amplo, sobre o qual possam ser colados post-its (não danificam o quadro), para demonstração de notações.
  • Recomenda-se que os alunos tragam, se possível, seus próprios smartphones, tablets e notebooks para a atividade, caso o possuam. A indisponibilidade desses dispositivos, contudo, não impede a participação no curso.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/04/2015 às 13:47

Publicado em startup

Orientação sobre avaliações da disciplina

nenhum comentário

A disciplina terá, neste semestre, os seguintes instrumentos de avaliação, a serem executados de acordo com o plano de aulas:

  • Análise e proposta de redesenho de um suplemento (em duplas)
    • Valor: 3,0 pontos
    • Data da apresentação: 20/12 (relatório e amostra de redesenho em PDF)
  • Exercício de produção de infográfico (individual)
    • Valor: 3,0 pontos
    • Data da entrega: 20/12 (arquivo em PDF)
  • Desenvolvimento de um suplemento de jornal impresso (em grupo)
    • Valor: 4,0 pontos
    • Data da entrega: 14/2 (arquivo em PDF e suplemento impresso)

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/01/2015 às 15:11

Plano de aulas da disciplina: datas e atividades

nenhum comentário

Confira neste post o calendário contendo o plano de aulas da disciplina, com as datas de nossos encontros e as respectivas atividades previstas:
Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/01/2015 às 17:16

Bibliografia do curso

nenhum comentário

Leituras sugeridas

BAUER, Martin W. e GASKELL, George (org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Editora Vozes, 2002 (Glossário) | (Capítulo 1)

LATOUR, Bruno. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Ed. Unesp, 2000. (Trechos p.11-36 e p.422-424)

LEITE, Marcelo. O Atraso e a Necessidade: Jornalismo científico no Brasil. Conferência proferida em encontro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em 2005.

MARCONDES FILHO, Ciro. Para entender a comunicação: contatos antecipados com a Nova Teoria. São Paulo: Ed. Paulus, 2008. (Trecho p.148-165)

POPPER, Karl. Em busca de um mundo melhor. Lisboa: Ed.Fragmentos, 1992. (Trecho p.13-49)

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/04/2014 às 12:59

Entrega do trabalho de produção de revista

com 3 comentários

A entrega do trabalho final da disciplina de Planejamento Gráfico-Editorial envolve dois itens: o arquivo PDF da revista editorada e o relatório descritivo sobre seu projeto gráfico. O arquivo em PDF da publicação deve ser salvo na pasta compartilhada da disciplina na rede de computadores do LEE, através do caminho a seguir:

Compartilhadas / Jornalismo / Planejamento Gráfico Editorial (alunos) / Planejamento 3 / Revistas produzidas

O relatório deve conter o nome de todos os membros do grupo e deve ter sua versão textual (sem o espelho) publicado ao final desta página, como comentário. O arquivo completo do relatório (com o espelho da edição e, eventualmente, outras referências de imagem) deverá ser salvo, também em arquivo PDF, na mesma pasta indicada acima. Seu conteúdo deve ter por referência os tópicos indicados nos links a seguir:

Definições sobre o projeto gráfico da revista

Componentes do Projeto Gráfico-Editorial de Revistas

O prazo para conclusão do trabalho é o dia 30/1.

Na aula do dia 5/2 (turmas A, B) ou 4/2 (turmas C, D), todas as equipes irão apresentar o resultado de seu trabalho, projetando o arquivo PDF e comentando os critérios adotados no projeto gráfico, respondendo a questões e comentários dos colegas e do professor. O arquivo digital editorado será publicado on-line, pelo Prof. Belda, através do software Issuu (http://issuu.com), para servir como portfólio do nosso trabalho.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

30/01/2014 às 21:25

Modelo de expediente para a revista

nenhum comentário

Expediente Revista

[Logo da Unesp]
Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”
Reitor: Dr. Julio Cezar Durigan
Vice-reitora: Dra. Marilza Vieira Cunha Rudge

[Logo da FAAC]
Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação – FAAC
Diretor: Dr. Nilson Ghirardello
Vice-diretor: Dr. Marcelo Carbone Carneiro

[Logo do DCSO]
Departamento de Comunicação Social
Chefe: Dr. Juarez Tadeu de Paula Xavier
Vice-chefe: Dr. Angelo Sottovia Aranha

Curso de Jornalismo
Coordenador: Dr. Francisco Rolfsen Belda
Vice-coordenadora: Dra. Suely Maciel

Planejamento Gráfico Editorial II
Professores: Dr. Francisco Rolfsen Belda e Tássia Zanini

Jornalismo Impresso II
Professor e Jornalista Responsável: Dr. Angelo Sottovia Aranha (MTB 12.870)

6º Termo Jornalismo Noturno
Alunos:

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/01/2014 às 17:31

Prática de criação e editoração de páginas

nenhum comentário

Tarefa da aula:
Criar arquivo de editoração das páginas no software InDesign

Dicas:

  • Criar um arquivo para cada página, para permitir edição independente (páginas espelhadas devem ser editoradas em conjunto, duplicando a largura do formato)
  • Formato da página (fechado): A4(210 × 297 mm)
  • Todas as páginas podem ser coloridas
  • Capa deve conter logotipo e chamadas em destaque
  • Incluir “Expediente” em página interna (identificar equipe, instituição e disciplinas envolvidas)
  • Tratar imagens (brilho, tons, contraste, corte, resolução) antes de aloca-las na página

Padronizar:

  • Fio-data e numeração nas páginas
  • Paleta de cores (tonalidades, intensidades – usar padrão CMYK)
  • Tipologia (títulos, linha-fina, corpo de texto, legendas etc.)
  • Grid de colunas e outros elementos de modulação (com opção de variação)
  • Alinhamento (esquerda, direita, justificado), conforme módulo da página ou gênero do texto

Manter pastas oranizadas com:

  • Textos (reportagens, entrevistas etc.)
  • Imagens (fotos e ilustrações)
  • Ícones

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/01/2014 às 21:36

Definições sobre o projeto gráfico da revista

com um comentário

1. Quais referências consultadas podem inspirar o projeto gráfico da revista?

2. Como será o logotipo da publicação?

3. Como o conteúdo será distribuído na organização editorial da revista?

4. Qual tipo de modulação (grid) será adotado? Haverá variação do grid entre as páginas? Como esses módulos serão separados (espaços, linhas, boxes etc.)?

5. Quais tipos e fontes serão adotadas, considerando uso de grifos (bold, itálico) e diferenciação para títulos, linha-fina, corpo de texto e destaques etc?

6. Qual a paleta de cores a ser adotada? Haverá variações de tonalidade e intensidade no emprego de uma mesma cor? Haverá variação de cores em função do conteúdo de cada página?

7. Quais elementos de iconografia serão adotados (ícones, vinhetas, selos, marcas etc.)?

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/01/2014 às 20:03

Definições sobre o projeto gráfico do suplemento

com 3 comentários

1. Quem é seu público-alvo? Quais referências consultadas podem inspirar o projeto gráfico do seu  suplemento?

2. Qual será o nome e como será o logotipo da publicação?

3. Como o conteúdo será distribuído na organização editorial do suplemento (capa e mais onze páginas)?

4. Qual tipo de modulação (grid) será adotado? Haverá variação do grid entre as páginas? Como esses módulos serão separados (espaços, linhas, boxes etc.)?

5. Quais tipos e fontes serão adotadas, considerando uso de grifos (bold, itálico) e diferenciação para títulos, linha-fina, corpo de texto e destaques etc?

6. Qual a paleta de cores a ser adotada? Haverá variações de tonalidade e intensidade no emprego de uma mesma cor? Haverá variação de cores em função do conteúdo de cada página?

7. Quais elementos de iconografia serão adotados (ícones, vinhetas, selos, marcas etc.)?

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/01/2014 às 19:45

Orientação geral para pesquisas com modelagem

nenhum comentário

Exemplo de orientação geral para pesquisas com modelagem de negócios, processos e produtos, em três etapas: 1) Mapear tendências com Technology Roadmap (TRM), com foco em mercado, tecnologia e produto (e também comportamento do público). 2) Validar esse mapeamento em workshops com método Delphi (discussão e busca de consenso entre especialistas/stakeholder por meio de formulários padronizados). 3) Proposição de um modelo (pode ser de negócio, processo ou produto) baseado no que foi validado na etapa anterior. Fonte: Canvas (negócio), PDP (processo/produto).  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/12/2013 às 12:23

Publicado em Modelagem para TVD

Componentes do Projeto Gráfico-Editorial de Revistas

nenhum comentário

Este post apresenta os componentes obrigatórios que devem nortear a elaboração do Projeto Gráfico-Editorial de revistas, a ser utilizado como referência para os trabalhos aplicados da disciplina a serem desenvolvidos nas próximas semanas. Também está disponível, um espelho esquemático das páginas da publicação, no arquivo a seguir:

Modelo do Espelho de 32 pp..doc

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/12/2013 às 14:07

Trabalho prático da disciplina – exercícios de modelagem

nenhum comentário

A seguir, estão publicados as imagens referentes aos mapas e modelos desenvolvidos como trabalho prático de aplicação da disciplina:

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/12/2013 às 18:07

Publicado em Modelagem para TVD

Resenha ou texto sobre obra ou tema conceitual

com 79 comentários

Como comentário ao final deste post deve ser inserido o texto ou resenha, de aproximadamente de uma página, produzido por você, a partir do estudo realizado sobre um tema conceitual ou uma obra relacionada ao conteúdo da disciplina. O texto deve ser redigido, preferencialmente, em uma estrutura dissertativa, com título, introdução, desenvolvimento e conclusão. Não se esqueça de indicar a(s) obra(s) e o(s) autor(es) consultado(s), o que pode ser feito de modo contextualizado na dissertação ou com uma indicação destacada ao final do texto. O prazo máximo para conclusão e entrega desta atividade é 13/12. Bom trabalho! Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/11/2013 às 20:50

Roteiro e relatório de análise de revista

com 60 comentários

Aqui você encontra um roteiro para orientar a análise de uma revista impressa, trabalho que corresponde à primeira avaliação de nossa disciplina e que pode ser feito individualmente ou em duplas. Uma vez escolhida a publicação de referência, a ser previamente indicada neste post, você deve fazer uma leitura detalhada da revista, examinando os seguintes aspectos: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/11/2013 às 18:16

Indicação das revistas a serem analisadas

com 56 comentários

Este post tem o objetivo de organizar a indicação das revistas a serem analisadas por cada aluno(a) ou dupla, opcionalmente. Para isso, basta indicar, como comentário ao final desta página, o nome da revista a ser analisada por você ou sua dupla (neste caso, indique o nome dos dois membros da dupla). Caso a publicação usada como referência para sua análise integre o acervo da disciplina, favor indicar neste mesmo comentário, para efeito de registro e controle. Use, por exemplo, a seguinte formatação para sua indicação:

  • Título da revista (Ex.:Superinteressante)
    • Observação: a publicação integra o acervo da disciplina (incluir este item apenas se for o caso)
  • Nome do(a) primeiro(a) aluno(a)
  • Nome do(a) segundo(a) aluno(a) (apenas se for em dupla)

OBS: Não use este post para publicar o relatório de sua análise. Para isso, acesse o post Roteiro e relatório de análise de revista.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/11/2013 às 18:10

Orientação sobre trabalhos e avaliações da disciplina

nenhum comentário

Aqui se encontra um roteiro geral para os trabalhos e avaliações de Planejamento Gráfico-Editorial III neste segundo semestre de 2013, que vai até fevereiro de 2014 em nosso Curso de Jornalismo.

Nossos compromissos acadêmicos são:

  • Ler revistas, mas também, e sempre, jornais e seus suplementos
  • Conhecer livros e documentos de referência
  • Analisar uma revista detalhadamente
  • Planejar e criar o projeto gráfico de uma revista

Nossos problemas mais amplos são:

  • Como é possível planejar e modelar os processos e os produtos do jornalismo?
  • Como se organizam os conteúdos editoriais em mídias impressas e digitais?
  • Como esses conteúdos se apresentam visualmente em diferentes superfícies gráficas?
  • Como se organizam e apresentam seus subprodutos, como suplementos, sítios e aplicativos?   Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/11/2013 às 4:14

Plano de ensino: Planejamento Gráfico-Editorial em Jornalismo II

nenhum comentário

Planejamento Gráfico-Editorial em Jornalismo II

Ementa

Noções fundamentais para a elaboração de produtos jornalísticos impressos com ênfase em jornais. Anáise da linguagem específica do jornal impresso e exercício prático em laboratório. Edição gráfica de jornais impressos. Projeto gráfico-editorial de jornais. Estilo gráfico de jornais. Princípios e métodos do design de jornais. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

30/10/2013 às 2:18

Roteiro de pesquisa: organização estrutural do trabalho

com um comentário

Esta ficha didática apresenta uma proposta de roteiro sumarizado para a organização estrutural de trabalhos de pesquisa. Inicialmente, você pode utilizar as questões indicadas para cada tópico como uma espécie de “guia de pensamento”, de modo a tornar claro, para si mesmo, o que, por que e como você está pesquisando. Depois, também pode utilizar este roteiro como matriz para compor o índice geral de sua dissertação ou relatório de pesquisa, adequando a redação dos tópicos e fazendo outras adequações, conforme o caso.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/10/2013 às 21:53

Plano de ensino

nenhum comentário

Planejamento Gráfico-Editorial em Jornalismo III

EMENTA

Noções fundamentais para a elaboração de produtos jornalísticos impressos com ênfase em revistas. Análise da linguagem específica da revista e exercício prático em laboratório. Projeto gráfico-editorial de revistas. Estilo gráfico de revistas. Composição visual no webdesign. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/10/2013 às 19:17

Exemplos de esquema para elaboração de Technology Roadmap

nenhum comentário

A seguir, exemplos ilustrativos de diferentes aplicações do método Technology Roadmap (TRM) para elaboração de cenários preditivos capazes de contextualizar a modelagem de negócios, processos e produtos de mídia digital. Para mais informação, ver:

Robert Phaal and David Probert. “Technology roadmapping: facilitating collaborative research strategy”. Centre for Technology Management. Department of Engineering. December, 2009.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/10/2013 às 17:32

Publicado em Modelagem para TVD

Técnicas de notação para modelagem de processos

nenhum comentário

A seguir, exemplos ilustrativos de diferentes técnicas de notação utilizadas para a descrição visual de processos. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/09/2013 às 19:59

Publicado em Modelagem para TVD

Elementos de modelagem de NPC

nenhum comentário

Elementos de modelagem de negócios, processos e conteúdos para mídia digital: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/09/2013 às 20:18

Publicado em Modelagem para TVD

A manifesto for modeling and measurement in social media

nenhum comentário

O artigo indicado nesse post constitui um bom exemplo de trabalho acadêmico, científico e inovador na área de modelagem de conteúdos em sistemas comunicacionais. Os autores apontam a insuficiências dos modelos convencionais para descrever a complexidade das interações mantidas em redes sociais na internet. Diante disso, o trabalho propõe uma forma inovadora de modelagem, baseada na ideia de “Entity Interaction Network”, e utiliza três redes bastante populares na internet, Facebook, Twitter e YouTube, para ilustrar sua proposta. Confiram! Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/09/2013 às 17:04

Publicado em Modelagem para TVD

Softwares para exercício de modelagem

com 2 comentários

Para as atividades práticas de construção de modelos de conteúdos, processos e negócios de comunicação em mídia digital, previstas no Plano da Disciplina, usaremos, preferencialmente, um software simples, gratuito e bastante “leve”, que todos os alunos podem instalar em seus computadores pessoais. Ele se chama XMind e está disponível para download na internet. Com ele, é possível construir mapas mentais que representam, de modo estrutural, a disposição de elementos significativos sobre os fenômenos comunicacionais modelados, sobretudo para a caracterização da ordenação de conteúdos. Após instalar e explorar essa ferramenta, procure aplicá-la na construção de um modelo que esteja associado ao seu projeto de pesquisa para o programa de pós-graduação.

OBS: Experimente e explore também, para esta mesma finalidade, os softwares CMap Tools e FreeMind.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/09/2013 às 8:18

Publicado em Modelagem para TVD

Verbete de definição de conceitos (trabalho 1)

com 30 comentários

Publique, como comentário ao final deste post, o texto produzido por você, em formato de verbete, com cerca de 3.000 caracteres, com a definição de um dos seguintes conceitos teóricos associados ao conteúdo da disciplina: modelo, sistema, mídia, interação, forma/conteúdo, negócio, empreendimento, processo, valor  — se nenhum deles te interessou exatamente, você ainda pode propor e definir algum outro termo teórico relacionado. Este exercício compõe parte da avaliação final, com peso 1, conforme indicado no Plano de disciplina: Modelagem para Mídia Digital. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/08/2013 às 18:42

Publicado em Modelagem para TVD

Exemplo de pesquisa em modelagem de conteúdo

nenhum comentário

Nesta atividade, vamos explorar o site de ensino e pesquisa sobre Televisão Digital Educativa criado com base na tese de doutorado do professor: “Um modelo estrutural de conteúdos educativos para televisão digital interativa”. No site, podem ser acessados posts específicos contendo uma revisão conceitual sobre Modelos de comunicação, uma revisão sobre as especificidades da organização da Estrutura de conteúdo em plataformas de televisão digital interativa, uma introdução a princípios de Modelagem aplicados à vinculação de diferentes classes de conteúdos em mídia digital, uma justificativa razoável para o uso de mapas conceituais como forma de Mapeamento desses conteúdos, bem como uma apresentação sistemática do modelo proposto, baseado em uma série de critérios e parâmetros de modelagem e na representação gráfica desses esquemas com uso de mapas conceituais, conforme disposto a seguir. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/08/2013 às 18:26

Publicado em Modelagem para TVD

Avaliação de conhecimentos prévios

com 12 comentários

Como tarefa inicial da disciplina, responda, por favor, as questões a seguir. O objetivo deste exercício é identificar e compartilhar conhecimentos e experiências prévias dos estudantes/pesquisadores sobre modelagem de produtos midiáticos. Essas informações servirão para nortear futuras atividades da disciplina e, também, ajudar o professor a atender alguns interesses específicos dos alunos. Você deve publicar suas respostas como comentário ao final desta página até a próxima aula. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

14/08/2013 às 20:28

Publicado em Modelagem para TVD

Plano de disciplina: Modelagem para Mídia Digital

com um comentário

Programa de Pós-graduação: Mídia e Tecnologia
Linha de pesquisa: Gestão Midiática e Tecnológica
Disciplina: Modelagem de Negócios, Processos e Produtos para Mídia Digital
Responsável: Prof. Dr. Francisco Rolfsen Belda
Ementa: Construção e análise de modelos de referência aplicados à comunicação em mídias digitais interativas. Representação gráfica e linguagens de notação para modelagem de sistemas midiáticos. Caracterização descritiva de negócios, processos e produtos para mídia digital. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

14/08/2013 às 19:27

Publicado em Modelagem para TVD

Prova sobre “Cultura da convergência”

com 29 comentários

A partir da leitura do capítulo introdutório do livro “Cultura da convergência”, de Henry Jenkins, disponível aqui, responda às seguintes questões. Publique suas respostas como comentário ao final deste post. Os comentários serão mantidos ocultos para avaliação individual. Esta avaliação vale 50% da nota do bimestre. Boa prova!

  1. Como o autor define o conceito de convergência em torno das novas mídias?
  2. Por que, segundo o autor, a ideia de “convergência” é melhor do que a ideia de “revolução” para entender as recentes transformações que envolvem os meios de comunicação?
  3. Cite alguns dos processos de produção e dos comportamentos de consumo de conteúdos midiáticos que caracterizam essa convergência.
  4. Você se considera imerso na cultura da convergência descrita pelo autor? De que forma?

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/11/2012 às 10:31

Artigo: “Células-tronco: o tempo é o senhor da razão”

nenhum comentário

Artigo de Ives Gandra da Silva Martins, publicado na Folha de S. Paulo dia 21/10/2012

Em 29 de maio de 2008, com grande cobertura da imprensa, aconteceu o início do julgamento da constitucionalidade da lei sobre a utilização de células embrionárias para experiências científicas.

Isso aconteceu por força da Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Procuradoria-Geral da República, que entendia ser inconstitucional a destruição de seres humanos em sua forma embrionária. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/10/2012 às 16:47

Publicado em Jornalismo Científico

Artigo: “Quão rara é a Terra?”

nenhum comentário

Artigo de Marcelo Gleiser, publicado na Folha de São Paulo de domingo (21).

Agora que temos a certeza de que existe um número enorme de planetas com características físicas semelhantes às da Terra, vale perguntar se eles têm, de fato, a chance de abrigar formas de vida e, se tiverem, que vida seria essa.

Antes, alguns números importantes. Os melhores dados com relação à existência de outros planetas vêm do satélite da NASA Kepler, que anda buscando planetas como a Terra mapeando 100 mil estrelas na nossa região cósmica. Pelo desenho da missão, a identificação dos planetas usa um efeito chamado de trânsito: quando um planeta passa em frente à sua estrela (por exemplo, Vênus passando em frente ao Sol) o brilho da estrela é ligeiramente diminuído. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/10/2012 às 16:42

Publicado em Jornalismo Científico

Produção de artigo de opinião

com 37 comentários

O trabalho do quarto bimestre consiste no desenvolvimento de uma pesquisa de fundamentação e da redação de um artigo jornalístico, com 4 mil a 5 mil caracteres, sobre tema científico de livre escolha e que possua implicações sociais, econômicas, políticas ou culturais. O texto deve ser postado como comentário nesta página até o dia 12/11. A seguir, alguns temas sugeridas para sua pesquisa/redação.

  • Biotecnologia com aplicações terapêuticas ou reprodutivas
  • Código florestal, desmatamento, conservação ambiental
  • Uso, descriminalização de drogas e políticas de saúde pública
  • Uso abusivo de medicamentos anti-depressivos e para emagrecimento
  • Exploração espacial e missões tripuladas e não-tripuladas no Sistema Solar
  • Terapias alternativas, busca da cura pela fé e regulamentação da medicina
  • Energias renováveis e não-renováveis e novas fontes estratégicas para o País

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/10/2012 às 0:04

Publicado em Jornalismo Científico

Leitura de capítulo e prova final

com um comentário

Neste bimestre, faremos a leitura do capítulo introdutório do livro “A cultura da convergência”, de Henry Jenkins (Editora Aleph, 2009). O arquivo está disponível em PDF aqui: Introdução. A partir da leitura, será aplicada uma prova teórica individual, no dia 12 de novembro (valor: 5,0 pontos).

Bom trabalho!

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/10/2012 às 21:39

Trabalho final da disciplina

com 9 comentários

Como trabalho final da disciplina, os alunos devem elaborar, em duplas, um projeto de publicação jornalística para mídia digital. O trabalho deve ser entregue na forma de um plano de produto que indique e justifique as opções editoriais e tecnológicas do projeto, descrevendo os seguintes aspectos da operação:

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/10/2012 às 16:07

Artigo sobre tendências e modelos de negócio

com 7 comentários

Leia as reportagens a seguir, publicadas pela Folha de S. Paulo, sobre temas discutidos em reunião da SIP, em São Paulo, no último final de semana. Redija e publique, nesta página, um artigo de 20 linhas, de sua autoria, analisando as tendências do jornalismo e seus modelos de negócio emergentes frente às novas tecnologias.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/10/2012 às 9:37

Entrega da reportagem sobre tema científico

com 33 comentários

Publique como comentário neste post a reportagem produzida por vocês, sobre tema de ciência, tecnologia, saúde ou meio ambiente, como trabalho de avaliação do 3o bimestre.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2012 às 13:45

Publicado em Jornalismo Científico

Exercício de formulação de questões

com 4 comentários

Leia a notícia a seguir, publicada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” em sua editoria de Ciência, na internet, em 27/8/2012. A seguir, formule ao menos três questões a serem hipoteticamente endereçadas aos pesquisadores envolvidos no estudo relatado. Publique suas questões como comentário neste post.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/09/2012 às 10:48

Publicado em Jornalismo Científico

Roteiro para preparação e realização de entrevista

nenhum comentário

Os tópicos a seguir representam um roteiro genérico para preparação e realização de entrevista com pesquisador, com vistas à produção de reportagem sobre tema científico.
Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/09/2012 às 10:18

Publicado em Jornalismo Científico

Exercício de leitura de reportagem sobre planeta Marte

com 12 comentários

Leia os textos a seguir, publicados no caderno Ilustrada, da Folha de S. Paulo, dia 26/08/2012. Reflita sobre a linguagem utilizada na composição dos textos e em como seu conteúdo articula referências científicas, literárias e culturais para a representação da história da conquista desse planeta pela humanidade. Deixe, ao final, um comentário com suas impressões sobre o assunto. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada/62757-missao-marte.shtml

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

27/08/2012 às 18:04

Publicado em Jornalismo Científico

Exercício. Comentário sobre uso de pesquisas no noticiário

com 17 comentários

Leia o texto seguir, da jornalista Suzana Singer, ombudsman do jornal Folha de S. Paulo, publicado em 10/06/2012. Reflita sobre os critérios de seleção, apuração e tratamento editorial relacionados ao uso de pesquisas como fonte de informação para o noticiário jornalístico. Publique, então, um comentário nesta página com sua visão sobre o assunto. Dica: procure relacionar o tema com os conceitos de teoria e método de pesquisa científica estudados no segundo bimestre.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/08/2012 às 18:59

Publicado em Jornalismo Científico

Entrega de pauta de jornalismo científico

com 28 comentários

Publique, a seguir, um comentário com as informações que compõe o relatório de pauta de sua reportagem sobre tema científico para o 3o bimestre. Seu material de pesquisa deve contemplar os seguintes elementos:

  1. Assunto, problema envolvido e abordagem adotada
  2. Conceitos e teorias científicas relacionadas ao tema
  3. Artigos e trabalhos publicados em periódicos especializados
  4. Reportagens e notícias recentes publicadas na impressa
  5. Dados estatísticos sobre o assunto (tabelas, gráficos, quadros etc.)
  6. Mini-currículo de pesquisadores científicos a serem entrevistados
  7. Outros personagens e fontes de informação incluídos na pauta
  8. Lista de referências utlizadas em sua pesquisa (links, obras etc.)

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/08/2012 às 18:52

Publicado em Jornalismo Científico

Exercício. Comentário sobre entrevista de Raju Narisetti

com 23 comentários

Jornais de todo o mundo buscam ajustar seus modelos de negócio diante de novos hábitos de consumo de informação introduzidos pela internet e por novas tecnologias de publicação de conteúdo on-line. Leia a entrevista a seguir, de Raju Narisetti, editor-executivo digital do “Wall Street Journal”, publicada hoje pela Folha de S. Paulo. A seguir, comente o assunto respondendo à seguinte questão: Até que ponto o novo modelo de negócio adotado por grandes jornais de circulação mundial (como o WSJ, o NYT e a própria FSP) pode ser adequado e adaptado para o caso de jornais regionais brasileiros? Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/08/2012 às 18:44

Leitura de livro para o 3o bimestre

com 22 comentários

Atenção, aluno: como leitura para este terceiro bimestre é indicado o livro “Ferramentas digitais para jornalistas”, de Sandra Crucianelli, editado pelo Knight Center for Journalism in the Americas. O livro em formato digital está disponível para download gratuito no seguinte endereço:

http://knightcenter.utexas.edu/digitallibrary

Trabalho: ler o livro e escrever um resumo de 30 linhas, a ser publicado como comentário neste post até o dia 24/9.

Valor do trablho: 3,0

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/08/2012 às 21:00

Trabalho prático do 3o bimestre

com 3 comentários

Neste bimestre, cada aluno deve escolher um tema de ciência, tecnologia, saúde ou meio ambiente a ser pesquisado em profundidade, para elaboração e desenvolvimento de uma pauta de jornalística especializada.

A primeira etapa do trabalho consiste em pesquisar, selecionar e organizar informações de referência sobre o assunto, a partir de consultas a sites de publicações científicas, bancos de dados on-line, dicionários e enciclopédias, entre outras fontes. Também devem ser identificados profissionais e pesquisadores capazes de fornecer informações específicas sobre o assunto. Esse material deve ser organizado na forma de um relatório de pauta, a ser entregue no dia 27/08, como comentário neste espaço.

A segunda etapa do trabalho propõe o desenvolvimento de uma reportagem sobre o assunto, composta por um texto de aproximadamente 4000 caracteres e um infográfico que explique o tema, a serem entregues no dia 24/9, em duas versões: a) digital, como comentário neste espaço (apenas o texto); b) impressa, para correção e avaliação do professor.

Para produção da pauta, do texto e do inforgráfico, consulte as seguintes fichas didáticas, publicadas no site da disciplina:

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/08/2012 às 17:42

Publicado em Jornalismo Científico

Roteiro para produção de infográfico

com 19 comentários

1. Escolher um tema, pesquisar o assunto, reunir informações de referência, selecionar e hierarquizar os dados mais relevantes, considerando sua adaptação para o formato de infográfico

2. Selecionar e organizar textos a serem usados no infográfico, na forma de legendas, parágrafos, títulos, subtítulos etc.

3. Selecionar e organizar números a serem usados no infográfico, dispostos em tabelas, listas, cifras e outras formas de expressar quantidades.

4. Selecionar e organizar imagens a serem usadas no infográfico, tais como ilustrações, fotografias, ícones, símbolos etc., considerando sua relação com os textos e dados numéricos selecionados.

5. Selecionar e organizar gráficos simplificados a serem usados no infográfico, em forma de barras, linhas, bolhas, considerando os fatores mensurados e as respectivas legendas explicativas.

6. Definir uma sequência de navegação para o inforgráfico, considerando o número de telas utilizadas, sua ordem de exibição e os mecanismos de acionamento de animação.

7. Elaborar um mapa visual da disposição gráfica dessas informações e imagens em cada tela, considerando o formato escolhido (por exemplo, 800×600 pixels) e a sequência de navegação definida.

8. Elaborar uma versão simulada do infográfico com uso de um programa de editoração gráfica eletrônica, como o Power Point (mais simples) ou Ilustrator ou Photoshop (mais complexo).

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/08/2012 às 17:21

O que você aprendeu e o que quer aprender?

com 17 comentários

Com base no conteúdo programático da disciplina e em sua experiência ao longo do primeiro semestre, responda: 1) Quais conteúdos estudados foram mais interessantes e produtivos para você? 2) Quais conteúdos e práticas associadas ao tema da disciplina você gostaria de aprender nos próximos meses?

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/08/2012 às 19:21

Texto de avaliação sobre teoria e método científico

com 36 comentários

A partir do conteúdo das aulas, das fichas didáticas e dos textos sugeridos para leitura no bimestre, escreva um texto dissertativo de 30 linhas sobre teoria e método da ciência, considerando seu surgimento histórico e a evolução e crítica do pensamento racionalista. O texto deve ser postado até o dia 25/06 como comentário neste post e sua avaliação correspoderá à nota integral do 2o bimestre.

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/06/2012 às 9:41

Publicado em Jornalismo Científico

Prática de produção de infográfico digital

com 3 comentários

O objetivo deste exercício é aplicar, na prática, as reflexões em torno da adaptação de um conteúdo jornalístico textual para o formato de um infografico ilustrado dinâmico. Para isso, utilizaremos o software Microsoft Power Point, por se tratar de uma ferramenta bastante popular e já conhecida pelos alunos. Note que esse aplicativo dispõe de recursos interessantes de animação de apresentações, que podem ser usados para conferir dinamismo à alternância de objetos exibidos no infográfico (Personalizar Animacão / Adicionar efeitos). Quem quiser, pode, depois,  sofisticar o resultado do trabalho usando recursos avançados de software como PhotoShop, Flash, After Effects, entre outros.  Siga o seguinte roteiro de trabalho:

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/06/2012 às 18:22

Exercício de roteiro para infográfico

nenhum comentário

Este exercício propõe a adaptação do texto “O gap tecnológico na educação”, já recomendado em exercício anterior, para o formato de infográfico multimídia, conforme exemplos e recomendações indicadas pelo professor em sala de aula. Nesta fase, deve ser elaborado apenas um roteiro sobre o conteúdo do infográfico, incluindo os textos adaptados na forma de título, legendas, destaques, a descrição visual das imagens das telas e sua dinâmica de navegação.

Veja, por exemplo, estas referências:

Infográficos do G1

New York Times – Multimedia

Alberto Cairo – “El Arte Funcional”

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/06/2012 às 17:34

Texto para reflexão e comentário: “A corrupção acadêmica e a crise financeira”

com 7 comentários

Leia o texto a seguir, do documentarista Charles Fergson, publicado pela Folha de S. Paulo, no caderno Ilustríssima (p.6, 27/05/2012). Reflita sobre as questões que envolvem a “crítica ao racionalismo” no âmbito da sociologia da ciência, conforme tratada por autores como Thomas Kuhn e Pierre Bourdieu acerca da constituição de paradigmas e das relações mantidas entre os agentes do campo científico. Em seguida, publique um comentário discutindo o papel do jornalismo científico na cobertura de desses temas.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/05/2012 às 16:02

Publicado em Jornalismo Científico

Texto para reflexão e comentário: “Quão real é a física?”

com 8 comentários

Leia o texto a seguir, publicado pelo colunista Hélio Schwartsman na Folha de S. Paulo (p.A2, 27/05/2012). A partir das reflexões apresentadas em aula acerca da “racionalidade científica” e das ideias de Karl Popper sobre os três mundos que compõem a “realidade”, comente o assunto,  considerando de que modo (e até que ponto) o jornalismo pode promover uma maior compreensão pública sobre os métodos e processos científicos?

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/05/2012 às 15:54

Publicado em Jornalismo Científico

Exercício. Edição de imagens digitais

com 12 comentários

Este exercício introduz o aluno nas técnicas de edição de imagens digitais e irá complementar o anterior, com a pesquisa, seleção, tratamento e publicação de uma série de fotos ou imagens que ilustrem a reportagem hipertextual elaborada a partir da entrevista com Gay Talese. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

26/05/2012 às 15:58

Exercício. Reportagem hipertextual

com 18 comentários

Leia a entrevista a seguir, com o jornalista e escritor norte-americano Gay Talese, publicada pela revista Carta Capital. A partir dessas informações, e outras que você pesquisar, produza uma reportagem hipertextual. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/05/2012 às 14:11

Imagem e agenda no Legislativo

nenhum comentário

Grande parte da “imagem negativa” que o presidente da Câmara Municipal pretende, agora, reverter com a contratação de uma consultoria de marketing decorre da falta de uma agenda legislativa à altura da Casa.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/05/2012 às 22:22

Publicado em Coluna

Entrevista Nicholas Carr

com 35 comentários

Leia a entrevista do escritor norte-amerciano Nicholas Carr, publicada na “Folha de S. Paulo” em 20/09/2010 (Caderno Saber). Em seguida, reflita sobre as tendências do hábito de leitura e aquisição de informação através da internet e das novas mídias digitais. Redija, então, um comentário de aproximadamente 700 caracteres sobre o assunto. Seu comentário deve ser publicado nesta página, ao final do texto da entrevista.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

14/05/2012 às 17:10

Exercício de redação para internet

com 24 comentários

Leia o texto a seguir. Organize um pequeno roteiro com as informações centrais e os argumentos que apoiam a tese do autor. Redija, então, um texto com cerca de 1.500 caracteres sintetizando as ideias centrais, em estilo adequado para publicação na internet.

http://belda.wordpress.com/2008/08/24/o-gap-tecnologico-na-educacao/

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/05/2012 às 0:03

Mande uma carta

nenhum comentário

Se você, assim como eu, pensou que havia se tornado mais produtivo e eficiente no trabalho munido de um celular que entrega emails instantaneamente e fica sempre conectado à internet, saiba que estamos, provavelmente, perdendo tempo. É o que indica uma pesquisa da Universidade da Califórnia em Irvine. O resultado mostra que profissionais que checam e respondem emails constantemente se estressam mais e produzem menos.

Essa conclusão pode não ser o suficiente para desbancar o reinado dos Blackberrys entre executivos. Nem evitar que funcionários mantenham suas janelas de Outlook, Gmail, Hotmail e outras caixas de entradas sempre abertas, alternando-as com telas de trabalho até 37 vezes por hora, uma vez a cada 97 segundos, só para ver se tem alguém chamando.

Não que seja por mal. Muitos profissionais procuram, assim, apenas manterem-se disponíveis para ajudar colegas, chefes e clientes. Mas é mesmo provável que o frenesi de mails, messages, chats, scraps, twits, comments e, agora, até “cutucadas” via Facebook esteja mesmo levando muita gente a trabalhar mais e resolver menos, ou a criar, no fim do dia, mais problema do que solução.

Na rotina de uma empresa, ou no pensamento de alguns colegas, passar o dia de prontidão na caixa postal eletrônica respondendo ou distribuindo mensagens em sequência pode indicar, até, que você não tem nada melhor a fazer, ou que esteja invertendo prioridades, ou simplesmente preocupando-se com elas mais intensamente, porém menos atentamente do que deveria. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/05/2012 às 20:24

Publicado em Coluna

Análise de veículos de jornalismo on-line

com 30 comentários

O trabalho propõe a análise, individual por cada aluno, de um veículo de jornalismo na internet, considerando os seguintes critérios de formatação da publicação:

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

07/05/2012 às 17:53

Tópicos para reflexão e debate

nenhum comentário

Para encerrarmos o primeiro bimestre e entrarmos afinados no segundo, são propostos a seguir alguns tópicos norteadores para reflexão e debate sobre o impacto das  novas tecnologias digitais no jornalismo. Aproveite o feriado (e as leituras e trabalhos produzidos até agora, nesta e em outras disciplinas do curso) para pensar no assunto e preparar-se para nossas próximas atividades.

De que forma as novas tecnologias digitais…

  • afetam os hábitos e costumes de consumo de informação?
  • alteram os fluxos e processos de produção jornalística?
  • ampliam os canais de interação com o público?
  • diversificam os formatos e gêneros de conteúdo midiática?
  • facilitam o acesso aos meios de produção e difusão?
  • provocam  mudanças na regulamentação da comunicação social?

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/04/2012 às 21:47

Avaliação dissertativa: jornalismo e mídias digitais

com 32 comentários

Com base nas reflexões e textos apresentados em sala de aula, bem como em sua leitura do livro de Mark Briggs, escreva um texto de aproximadamente 30 linhas sobre o cenário atual e as tendências do jornalismo em mídias digitais. Poste seu texto como comentário neste post.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/04/2012 às 23:21

Tabela de “jobs” parlamentares

nenhum comentário

Na terça-feira, quando os vereadores de Araraquara aprovaram reajuste de 60% em seus próprios salários, para R$ 8 mil, voltou-me aquela ideia de que parlamentares pudessem ganhar remuneração variável, conforme seu desempenho, mérito e produtividade (coluna de 06/10/2011). Poderiam, assim, ganhar bem, muito bem até, desde que sua ação produzisse benefícios maiores do que seu custo para a sociedade. Ideia insensata, mas que faz pensar. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/04/2012 às 23:43

Publicado em Coluna

Conteúdo teórico para o 2º bimestre

nenhum comentário

Como sabemos que sabemos? Que tipo de saber temos sobre um assunto? Senso comum, tradição, crenças, ideologias. Como é possível aprimorar o que sabemos? Quais saberes são justificados? Que razão temos para acreditar em algo? Como organizar o raciocínio? Como selecionar pensamentos? Conjecturas, hipóteses, princípios, teorias. Indução e dedução. Como é possível confiar no que conhecemos? O que é filosofia? O que é ciência? Qual o seu método? Do criticismo dialético ao racionalismo formal. Da crítica ao racionalismo às teorias do relativismo e da complexidade. Afinal, o que é a realidade? Como podemos explica-la? O que podemos avaliar? Esses problemas relacionam o jornalismo à teoria do conhecimento, a epistemologia. Seu desenvolvimento segue um programa de pesquisa metodológico, na interface entre ciência e filosofia da comunicação.

Aulas expositivas:

Leituras do 2º bimestre:

Sobre o Racionalismo: 

POPPER, Karl. Em busca de um mundo melhor. Lisboa: Ed.Fragmentos, 1992. (Trecho p.13-49)

Sobre a Crítica do Racionalismo:

LATOUR, Bruno. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Ed. Unesp, 2000. (Trechos p.11-36 e p.422-424)

Prova teórica (25/06):

  • História da ciência, método racionalismo e a produção cultural da ciência

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/04/2012 às 0:16

Texto: “Tudo se explicaria”, revista Piauí

com 23 comentários

Leia o texto a seguir, publicado na edição número 47 da revista “Piauí”. Reflita sobre as questões que envolvem a produção, o reconhecimento e a divulgação do conhecimento científico. Considere, também, como o uso da ironia textual pode (ou não) constituir um artifício de linguagem para caracterizar a postura crítica do jornalista diante desse tipo de saber. Redija um comentário de 10 linhas sobre suas reflexões e poste nesta página até a próxima aula.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/04/2012 às 0:02

Publicado em Jornalismo Científico

Tags desta matéria

Quer ser vereador? Prepare-se

nenhum comentário

Um bom negócio para escolas de formação profissional, agora, seria oferecer cursos para quem quer disputar uma vaga de vereador. A cidade está cheia de candidatos a candidato. Você deve conhecer algum. É aquele que não perde festa de bairro, quermesse, inauguração, jogo de futebol, reunião de condomínio, roda de carteado, casamento, batizado, velório… Onde houver mais de meia dúzia de pessoas, ele aparece. Muitos já são políticos profissionais. Mas a maioria precisa mesmo do curso de capacitação, embora não admita.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/04/2012 às 23:42

Publicado em Coluna

Texto: “Os dilemas do vegetarianismo”, jornal FSP

com 29 comentários

Leia o texto a seguir, de Marcelo Leite, publicado no caderno Ilustríssima, da Folha de S. Paulo, em 17 de outubro de 2010. Reflita sobre o modo como o autor combina técnicas de resenha (ao apreciar obras) e de reportagem (ao retratar o tema) na construção da matéria. Considere, também, a interface entre a abordagem científica do assunto e os aspectos comportamentais influentes nos hábitos de alimentação. Redija, a seguir, um comentário de 10 linhas sobre o assunto e sua abordagem e poste nesta página até a próxima aula.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/04/2012 às 0:29

Publicado em Jornalismo Científico

Tags desta matéria ,

Exercício. Criação de um blog do aluno

com 34 comentários

Nesta aula, todos os alunos devem criar, individualmente, um blog jornalístico. Ele será usado para a publicação de exercícios da disciplina, como reportagens multimídia, textos com hiperlinks, comentários sobre questões propostas pelo professor e outras atividades relacionadas ao uso de novas tecnologias digitais em jornalismo. Nesse sentido, o blog será também um instrumento de avaliação e de contato entre o aluno e o professor, devendo estar sempre atualizado em relação aos prazos propostos para cada atividade. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/04/2012 às 0:26

Empreender ou não, eis a questão

nenhum comentário

Empreender parece ter virado palavra mágica entre economistas, editores, palestrantes, banqueiros, políticos, marqueteiros e consultores de negócios país afora. Fala-se disso em todos os meios, para todos os públicos, desde o vendedor ambulante que sonha montar sua lanchonete até o engenheiro que planeja desenvolver um software capaz de desbancar o Google ou o Facebook. Cada um puxa a brasa para sua sardinha, claro, já que esse discurso ajuda a emplacar consultorias, vender revistas, alavancar matrículas, estimular financiamentos e disseminar otimismo no mercado. Mas o entusiasmo tem lá seu fundamento.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/04/2012 às 23:41

Publicado em Coluna

Apresentação: jornalismo e mídias digitais

nenhum comentário

Slides da apresentação sobre “Renovação do Jornalismo nas Mídias Digitais”, apresentada em sala de aula como subsídio para reflexões sobre as tendências e cenários da comunicação jornalística na era digital.

Slides Apresentação: Jornalismo e Mídias Digitais

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/04/2012 às 18:54

Avaliação do primeiro bimestre

com um comentário

Avaliações do primeiro bimestre da disciplina de Laboratório de Tecnologias Digitais:

  • Resumo do livro “Jornalismo 2.0” (entrega até dia 23/04, pelo site da disciplina. Valor: 4 pontos)
  • Prova dissertativa sobre tendências e cenários de comunicação na era digital (redação presencial, dia 30/04. Valor: 4 pontos)
  • Criação de blog do aluno (exercício em laboratório, de 9 a 23/04. Valor: 2 pontos).

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/04/2012 às 11:58

O que realmente importa

nenhum comentário

Oficialmente, a campanha eleitoral ainda não começou. Mas nos corações e mentes políticas da cidade só se pensa nisso. Na busca por alianças, fala-se em acordos partidários envolvendo a ocupação de secretarias municipais, cargos de direção em órgãos públicos e outras posições proeminentes no tabuleiro político e administrativo da cidade, mostrou a Tribuna em notas e reportagens diversas nas últimas semanas.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

27/03/2012 às 23:40

Publicado em Coluna

Aula 2. Comunicação pública da ciência

nenhum comentário

Aula de apresentação do tópico 1 do conteúdo programático da disciplina, que aborda conceitos e técnicas de difusão, divulgação e jornalismo sobre ciência. Como material de apoio é utilizada uma apresentação (em slides) que aborda estratégias de popularização do conhecimento, diferentes modos de comunicação da ciência, funções do jornalismo científico, segmentos de público interessados no assunto, linguagens e formatos de divulgação, além de um estudo de caso sobre alimentos transgênicos. Como complemento para leitura, estudo e reflexão, é indicado um texto do jornalista Marcelo Leite, proferido como conferência na Reunião da SBPC de 2005. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

26/03/2012 às 18:06

Publicado em Jornalismo Científico

O dinheiro que vem da cueca

nenhum comentário

O movimento de expansão anunciado pela Lupo (com injeção de R$ 30 milhões para ampliação da fábrica e contratação de 400 funcionários), apesar de previsto, é sempre uma boa nova para a cidade. Aumenta-se a oferta de empregos, mobilizam-se fornecedores, demandam-se novos serviços, recolhem-se mais impostos e, assim, movem-se as molas da economia local.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/03/2012 às 23:37

Publicado em Coluna

Projeto: mídias sociais em redes de aprendizagem colaborativa

nenhum comentário

Título: Desenvolvimento e aplicação de um modelo de referência para o uso social de mídias digitais em redes de aprendizagem colaborativa

Resumo: O projeto visa ao desenvolvimento e aplicação de um modelo de referência para atividades de difusão e educação científica tendo como foco central o uso social de mídias digitais por meio de recursos de comunicação interativa em redes colaborativas de aprendizagem. Busca-se, com isso, fornecer subsídios a ações inovadoras de comunicação e educação mantidas, por exemplo, pelos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT), pelos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), pelos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFSP), entre outras organizações dedicadas à produção e à divulgação de conhecimento no país. Como diferencial, o modelo proposto prevê a utilização de tecnologias de informação inspiradas em redes sociais de relacionamento combinadas a repositórios de arquivos multimídia e ferramentas autorais dedicadas à produção, publicação, rastreamento e intercâmbio de conteúdos entre usuários conectados.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/03/2012 às 15:42

Projeto de pesquisa: Imprensa paulista, planejamento editorial e impacto das mídias digitais

nenhum comentário

Título: Imprensa paulista 2003-2012: o impacto das mídias digitais

Resumo: O projeto busca avaliar o comportamento gráfico-editorial de quatro jornais impressos paulistas nos últimos dez anos e discutir suas estratégias de aproximação e/ou diferenciação em relação aos produtos jornalísticos digitais, com foco na imprensa de médio porte. Trabalha-se com a hipótese  de que, no caso do jornal impresso diário, as principais alternativas para fazer frente à concorrência digital são a reestruturação dos cadernos e do conteúdo – de modo a privilegiar ou eliminar determinados gêneros jornalísticos –,  modificações na tipografia e composição visual das páginas e hierarquização dos diversos elementos gráficos.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/03/2012 às 11:45

Projeto: Condições e estratégias de enunciação no jornalismo científico

nenhum comentário

Título: Condições e estratégias de enunciação no jornalismo científico: um estudo sobre o percurso de informações especializadas acerca da mente e do cosmos

Resumo do projeto: O projeto aborda a referenciação de informações científicas no discurso jornalístico. Serão examinadas as condições de enunciação e a formatação lingüística dos enunciados, tendo como corpus de estudo textos de divulgação da neurobiologia e da cosmologia. Levantam-se hipóteses sobre a geração de percepções de progressividade das explicações científicas e a insuficiência de contextualização sobre as bases metodológicas dos saberes referenciados.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/03/2012 às 11:31

Exercício 1. Análise de veículos de divulgação científica

com 25 comentários

O trabalho propõe a análise, individual por cada aluno, de um veículo de jornalismo ou divulgação científica, considerando os seguintes critérios de formatação da publicação: Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/03/2012 às 18:03

Livro em PDF: “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar”

com 30 comentários

Como leitura introdutória para a disciplina, é sugerido o livro “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar”, escrito pelo professor norte-americano Mark Briggs e apresentado como “um guia de alfabetização digital para a era da informação (…) um manual prático, mas (que) também traz elementos teóricos que servem como uma introdução ao jornalismo digital.”

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/03/2012 às 10:55

Entrevista de Ken Doctor

com 25 comentários

Leia a entrevista do consultor de mídia norte-amerciano Ken Doctor, publicada na “Folha de S. Paulo” em 7/02/2011 (Primeiro Caderno, p.A-16). Em seguida, reflita sobre as tendências do jornalismo diante do surgimentos de novos dispositivos e formatos midiáticos. Redija, então, um comentário de aproximadamente 700 caracteres sobre o assunto. Seu comentário deve ser publicado nesta página, ao final do texto da entrevista.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/03/2012 às 0:41

Revisão 3. Diretrizes para produção de reportagem

com 4 comentários

Ficha didática sobre os saberes de referência do discurso jornalístico, seus instrumentos de elaboração, categorias textuais e um roteiro para produção de reportagens sobre ciência.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/02/2012 às 16:19

Publicado em Jornalismo Científico

Saudade do bicho-papão

nenhum comentário

No meu tempo, que nem é tão distante assim, criança tinha medo de fantasma, de monstro, de mula sem cabeça, de bicho-papão. Hoje, tem medo de bandido.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/02/2012 às 0:00

Publicado em Coluna

Revisão 2. Técnica de produção de pauta

nenhum comentário

Aprofundamento em técnicas de produção de pauta para reportagens especializadas. Revisão sobre planejamento, pesquisa prévia, seleção de fontes. Discussão sobre aplicação de pauta jornalístico em temas de ciência e tecnologia. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/02/2012 às 22:42

Publicado em Jornalismo Científico

Tags desta matéria , ,

Aula 3. Redes de comunicação e computadores

nenhum comentário

Ficha didática sobre o surgimento da rede mundial de computadores, seus princípios e conceitos fundamentais e suas primeiras aplicações. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/02/2012 às 21:02

Revisão 1. Processo de produção jornalística

nenhum comentário

As etapas do processo de produção de conteúdo jornalístico.  Ficha de revisão sobre aspectos fundamentais da organização do trabalho de apuração, mediação e veiculação de informações em jornalismo. Preparação para aprofundamento em técnicas de pauta e reportagem especializadas.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/02/2012 às 0:00

Publicado em Jornalismo Científico

Tags desta matéria , ,

Aula 2. História das mídias

nenhum comentário

Ficha didática de síntese sobre a história e a evolução dos meios de comunicação, desde a antiguidade até a época contemporânea.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/02/2012 às 15:42

Plano de ensino: Jornalismo Científico

nenhum comentário

Ementa: A comunicação pública da ciência e a função do jornalismo científico. O mercado editorial de divulgação de ciência, tecnologia, saúde e meio ambiente. Fundamentos metodológicos do conhecimento científico e o contexto de sua produção. Prática de jornalismo científico: pauta, reportagem, edição. O mercado de trabalho em jornalismo e comunicação científica no interior paulista. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/02/2012 às 22:38

Publicado em Jornalismo Científico

Plano de ensino: Laboratório de Tecnologias Digitais

nenhum comentário

Ementa: A relação entre jornalismo, tecnologia e sociedade a partir da internet e diante de cenários de convergência de mídia. Características e técnicas de uso da internet e de novas mídias digitais como instrumentos de informação, divulgação, distribuição, colaboração e pesquisa. Aplicativos de produção de conteúdo multimídia e as novas linguagens e formatos jornalísticos. O design e o desenvolvimento de produtos jornalísticos para meios digitais.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/02/2012 às 22:33

Aula 1. Apresentação do curso

com 16 comentários

Texto de apresentação da disciplina de Jornalismo Científico, que sintetiza sua proposta de aprendizagem e desenvolvimento experimental. A aula procura motivar o aluno para o estudo e a prática da mediação crítica de ciências e temas correlatos e indica a primeira tarefa do curso: a leitura de uma reportagem científica de livre escolha.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/02/2012 às 0:00

Publicado em Jornalismo Científico

Tags desta matéria

Aula 1. Apresentação do curso

com um comentário

Apresentação da disciplina de Laboratório de Tecnologias Digitais, com a síntese de sua proposta de aprendizagem e desenvolvimento experimental. A aula procura motivar o aluno para o estudo e o desenvolvimento de conteúdos jornalísticos em mídias interativas. O curso irá apresentar tendências e aplicações em áreas de mídia digital, comunicação interativa, edição e publicação eletrônica, redes sociais, com ênfase em técnicas de uso do computador e de distribuição de conteúdos pela internet. Para isso, é proposta uma revisão de processos e produtos jornalísticos em um contexto de adoção de novas tecnologias e da busca pela inovação de linguagens e formatos.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/02/2012 às 0:00

Invente seu emprego

nenhum comentário

Universidades norte-americanas de prestígio cultivam a máxima de que seus estudantes não procuram empregos e, sim, os inventam. Muitas instituições de ensino superior, no Brasil, gostariam de poder dizer o mesmo. Algumas, mesmo sem programas avançados de pós-graduação, já estão criando suas próprias incubadoras de start-ups, como são chamadas as empresas nascentes que inovam em tecnologia. O objetivo é fazer do projeto de conclusão do curso de seus melhores alunos uma ponta de lança para o mercado (e, desta, um chamariz para os futuros melhores alunos). Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/02/2012 às 15:58

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

O que faz um deputado

nenhum comentário

Um ano depois de tomar posse na Câmara dos Deputados, em Brasília, o palhaço Tiririca cumpriu sua célebre promessa. Na campanha de 2010, ele vestira sua personagem e, com a voz entre inocente e irritante, desafiara os telespectadores no horário eleitoral gratuito. “Você sabe o que faz um deputado federal? Eu também não. Mas vote em mim que eu te conto.” Teve recorde nacional de votos. Agora, ele contou: “Deputado trabalha muito e produz pouco.” Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

12/01/2012 às 15:57

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , , ,

Só depois do Carnaval

nenhum comentário

Ano novo e já se começa a ouvir aquela história de que o trabalho no Brasil começa, mesmo, só depois do Carnaval. O pessoal brinca, acha graça, faz aquela cara de “comigo-não”. Mas quase todo mundo já foi apresentado a uma situação em que parece inevitável adiar planos e tarefas porque, por algum motivo, alguém ou alguma coisa só voltaria a funcionar, mesmo, depois do Carnaval. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/01/2012 às 15:50

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Homem do campus, homem da cidade

nenhum comentário

Um aluno, certa vez, me perguntou. “Você trabalha ou só dá aulas?” Não havia ironia na questão. Ele realmente queria saber se, além de ter feito mestrado, doutorado, escrito trabalhos científicos, participado de congressos, ministrado disciplinas, organizado eventos e projetos de pesquisa, se além disso, eu também tinha experiência prática da profissão. Mas estava explícita na pergunta a desvalorização do “dar aulas” sobre o “trabalhar”. Afinal, como se diz por aí, quem sabe faz (mesmo sem saber fazer) e quem não sabe ensina (ainda que não saiba ensinar). Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/12/2011 às 19:10

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , , ,

Tão longe, tão perto

nenhum comentário

Um aluno, certa vez, me perguntou. “Você trabalha ou só dá aulas?” Não havia ironia na questão. Ele queria saber se, além de ter feito mestrado, doutorado, publicações, conferências, disciplinas, eventos e projetos de pesquisa, eu também tinha experiência prática da profissão. Mas estava explícita na pergunta a desvalorização do “dar aulas” sobre o “trabalhar”. Afinal, como se diz, quem sabe, faz (mesmo sem saber fazer) e quem não sabe, ensina (ainda que não saiba ensinar). Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/12/2011 às 15:48

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , , ,

Escola para quê?

nenhum comentário

Em breve futuro, não será mais tão simples responder a uma criança por que ela tem, necessariamente, de ir à escola todos os dias. Dizer que lá ela irá estudar, aprender, descobrir, conhecer amigos, expressar ideias, fazer prova, passar de ano e, por fim, receber um diploma parecerá cada vez menos convincente para as próximas gerações, que terão seu conhecimento e experiência de vida fortemente influenciados por outras redes e ferramentas de comunicação e relacionamento, como, aliás, já começa a ocorrer. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/12/2011 às 15:47

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Natal.com

nenhum comentário

Comerciantes de Araraquara têm razão ao se preocupar com a timidez das luzes e enfeites de Natal nas ruas do Centro da cidade. Ainda que não sejam fator decisivo na opção do consumidor, cenários bem decorados com sinos, guirlandas, presépios, lâmpadas pisca-pisca e outros símbolos típicos criam um clima convidativo para as compras de fim de ano e podem servir, inclusive, como diferencial em relação ao comércio eletrônico, que cresce em ritmo galopante em todo o País. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/12/2011 às 15:46

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Tráfico e tabu

nenhum comentário

O Brasil entrou, nas últimas décadas, em um círculo vicioso com sua política de repressão ao tráfico, reflexo direto da “guerra contra as drogas” lançada por Richard Nixon, nos Estados Unidos, e que, agora, começa a ser revista por dezenas de países em todo o mundo, como mostra o documentário “Quebrando o tabu”, estrelado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e já disponível em algumas videolocadoras da cidade. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

08/12/2011 às 15:44

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , ,

Elefante branco

nenhum comentário

A proposta de concessão da Arena da Fonte à iniciativa privada confirmou, agora, o que muita gente já comentava antes mesmo de sua reinauguração: o estádio que viu a Ferroviária ser tricampeã do Interior (e depois cair para a série B-1), que consagrou jogadores como Pio e Bazani (e também vencedores de bingos caça-níqueis) e que recebeu investimentos do Governo Federal para reerguer-se de acordo com os padrões da Fifa (embora equipamentos de tevê mal passem pelos corredores que dão acesso às cabines de imprensa), a Arena da Fonte, enfim, é hoje um elefante branco para a cidade. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/12/2011 às 15:43

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Exercício 1 – O que é digital?

nenhum comentário

Digital é tudo é a descrição de uma forma de tecnologia que armazena, processa e transmite dados até de código binário positivo e negativo. O positivo é representado por 1 e o negativo por 0.

Por: Patricia Basseto dos Santos.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/11/2011 às 15:08

Publicado em TV Digital

Exercício 2

com um comentário

Por Luana Fernanda Ibelli 

Carta para a Lourdinha de 1980.

Oi, mãe, tudo bem? Eu sei, você agora tem 15 anos e não tem filha nenhuma. Mas espera mais uns 8 anos que você vai ver. Então, tô te mandando essa carta aqui de 2011, pra te contar umas coisas que acontecem hoje e que eu sei que a sua versão de 15 anos ia gostar de saber. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 23:29

Publicado em TV Digital

Exercício 4

nenhum comentário

Túlio Heitor

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 22:28

Publicado em TV Digital

Repressão só não basta

nenhum comentário

É compreensível e até louvável o esforço do poder público local para amenizar a exposição de adolescentes ao consumo de álcool, conforme informou e comentou, ontem, esta Tribuna. Mas tenho dúvidas se a abordagem com ênfase em segurança, apenas, é o melhor caminho. Na reportagem de Hever Costa Lima sobre as propostas do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) aparecem recorrentemente palavras como “patrulhamento”, “fiscalização”, “proibição”, “criminalidade”, “punições”, “endurecimento”, “violência”, “regras”, culminando com o eufemismo do “toque do acolher”. Quase nada sobre educação, orientação, apoio à família ou alternativas culturais que deem ao jovem alguma forma de lazer que não passe pela combinação de cigarro com cerveja. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 15:41

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Exercício 2 – Minha Vida Digital

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 11:04

Publicado em TV Digital

Artigo Seminário Nirave

nenhum comentário

Artigo Seminario Belda

Seminário_Nirave_Inovação

Para ler os artigos, clique nos links acima.

Por Nirave Caram.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 9:56

Publicado em TV Digital

Exercício 3 – identidade digital

nenhum comentário

Quem sou eu?

Com tudo que tenho lido e visto, creio que estou me tornando uma pessoa cada vez mais conservadora. Nesse mundo virtual de total liberdade onde as gerações, principalmente das décadas de 90 e 00, tem a certeza de que pela rede podem tudo.
Eu sou aquilo que pensam de mim e até um pouco menos, sou aquela que mostra só o que pode ser visto e fala só o que não compromete ou ofende alguém diretamente. Sou a buscadora de pessoas que fizeram parte do meu passado e marcaram de algum jeito e das pessoas que fazem parte do meu presente e merecem compartilhar comigo o muito que me dou o direito de expor.

Mas na verdade, seja na vida real ou na virtual EU SOU: filha, mulher, esposa, amante, mãe coruja, publicitária, educomunicadora, antropologa, mestranda, eterna estudante, multitarefas, prendada, boa cozinheira, boa motorista, tatuada com piercing … justa, fiel, amigavel, gateira, bonita, modésta e humilde, rsss. Ah, sou humana!

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 0:40

Publicado em TV Digital

Sobre “laboratórios de informática”, escola e tecnologia

nenhum comentário

Aluno: “O que é que esse cara quer? Tá zoando, brincar de montar páuerpóinti. Vou floodar o perfil desse zé-ruela. Galera, vamos trolar o prof? Sem sacanagem, é só dar um google e tá pronto o trabalho”.

Professor: “Bom, quero ver quem vai conseguir entregar esse trabalho. Essa molecada acha que é só dar um copiar-e-colar e tá pronto. Acham que sabem tudo, humprf. Quero ver quem é que vai conseguir ao menos chegar perto de uma (faculdade) pública. Tão de sacanagem…peraí, q q é isso no meu perfil?”

Gestor escolar: “Preciso lembrar de avisar o pessoal do CPD pra bloquear o MSN dos micros…como será q esses moleques ainda conseguem conectar aqui no laboratório da escola?  É nisso que dá ficar comprando computador novo, esse negócio de educação liberal, o professor aprender a usar micro, essas coisas. Que saco. Bom, antes de ir lá vou dar uma olhada no meu Fëice…”

O senso comum poderia facilmente autorizar as idéias acima. Não que elas estejam muito distantes do que se passa no ambiente escolar  – em uma situação no Ensino Médio, por exemplo –  em alguns momentos quando se pensa o uso de novas tecnologias.

Mas esta é uma visão reduzida.

Indo um pouco além, seria razoável imaginar que o problema passa menos pelo uso de equipamentos e softwares e pelas rotinas de uso e mais pela dificuldade em organizar o conhecimento teórico e a prática sobre como a tecnologia digital transforma a maneira em si de trabalhar.

Gestores escolares provavelmente acreditam bastante na visão macro, cartesiana, de um grande sistema operacional envolvendo o “laboratório de informática” da escola, alunos e o professor; este, por sua vez, parece não raro levemente confuso entre tentar encontrar uma maneira de realizar uma aula eficaz com o uso de tecnologia e a dificuldade de entender porque aquela idéia bacana de pedir trabalhos em Power Point não funcionou como deveria.

Alunos…bem, eles ainda esperam em boa parte da escola a organização que muitas vezes não têm numa rotina permeada pelas marcas da web 2.0 – instantaneidade, compartilhamento, trabalho em rede, individualização de processos, informação ao mesmo tempo fragmentada e interconectada. Com  certa razão, por vezes sentem-se desmotivados por encontrar desafios numa área que dominam – o uso das rotinas em mídias digitais – muito aquém das habilidades que conquistam mais rapidamente do que qualquer ambiente escolar consegue acompanhar.

Mesmo o termo “laboratório de informática” é capaz de traduzir essa falta de sincronia. Não há mais laboratório algum. Caso tenha existido – e se ainda o há – é apenas para testes de novos equipamentos e idéias. E, ainda assim, ele não fica mais em uma sala, muito menos apenas em uma cidade ou país. O que existe, cada vez mais, é uma imensa massa critica sendo construída por gente com visões tão diferentes quanto a própria experiência de cada um com a tecnologia.

 

Rodrigo – Exercício 4

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/11/2011 às 0:02

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Quem, eu?

nenhum comentário

Quando Álvaro de Campos disse “Não sou nada/nunca serei nada/não posso querer ser nada/À parte isso tenho em mim todos os sonhos do mundo” foi, provavelmente, porque não conhecia a internet. Menos ainda, as redes sociais. Pois se já é complicado saber-se alguém sem os entremeios da virtualidade, com ela torna-se quase impossível. Noves fora, portanto, vou na esteira do bom e velho Álvaro/Pessoa: “À parte isso, tenho para mim todos os perfis do mundo”.

Rodrigo – Exercício 3

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/11/2011 às 23:59

Publicado em TV Digital

Exercício 2 – minha vida digital

nenhum comentário

Bauru, 11/11/11

Oi, mamãe (sim você é mãe de 3 filhos, o Júnior, Alexandre e eu Tatiana), tem um casamento feliz de 40 anos e já é avó de 1 menina (16 anos) e 5 meninos (de 13, 11, 7, 6 anos e o meu filho de 6 meses). Mas, então escrevo pra te contar também outros novidades da vida aqui em 2011.

Pra começar informo que lá pra 1989 o Trolebus parou de circular em Araraquara, mas fica tranquila até lá você já vai estar em seu 4º carro. Outra coisa, e essa vai te abalar, as Rádio Novelas não existem mais, aqui no futuro ao invês de só ouvir e imaginar, você vai assistir na Globo, em vários horários, a Televisão ganha uma força inimaginável. Isso porque a Televisão colorida vira praticamente um eletrodoméstico e todas as casas tem até mais de dois ou três aparelhos de diferentes marcas e tamanhos.

Outra coisa que se popularizou foi o telefone, e além do aparelho com fio, hoje em dia existe o Celular, que é um pequeno telefone movél (pessoal) que cada um tem o seu, alguns até mais de um, que pode ser levado pra qualquer lugar, sendo que pode ser pago através de conta ou colocado um valor X para ser usado até acabar e recarregado novamente. Você também tem o seu (14) 9621 79xx. Otelelfone fixo em casa ainda existe e o Orelhão também, mas digamos que estão fora de moda.

Uma outra novidade que surgiu pra todos lá por volta de 1990 é a Internet, essa um pouco mais dificil de explicar, tanto quanto foi dificil pra você aprender usar, mas você até tem um notebook só seu, que usa muito pra mandar email para seu filho mais velho que mora longe. Email, é um tipo de carta enviada pela Internet, calma o Correio ainda existe. Entãp, pela Internet dá pra se corresponder com quem está perto e com quem está longo, pelo email ou por conversa imediata escrevendo, falando e/ou vendo um ao outro. E funciona assim, a Internet é ligada ao computador que compõe-se de uma tela/monitor, tipo TV, um teclado, tipo máquina de escrever. Na tela vê-se o que se escreve e o que se recebe.

A principo a Internet se ligava a um cabo, como o telefone fixo, mas hoje em dia o sinal até voa pelo ar, e isso facilitou demais a vida, mas nos tornamos totalmente dependentes dela, a ponto de que o dia que ela para de funcionar quase todo o funcionamento do mundo para junto, porque toda troca de informações, negociações e até relacionamentos pessoas são feitos e praticados via Internet.

E tem ainda a TV Digital, que é praticamente, a junção da TV com a Internet, mas é tão novidade que pouco se fez e se sabe sobre a nova tecnologia. E por isso, mesmo que estou fazendo mestrado sobre o assunto.

Enfim, aproveite bastante e não se preocupe, sua vida aqui vai ser bem boa! Ah, já ia esquecendo, em 2003 nos mudamos para Bauru, onde também mora sua irmã Gilda.

Até e beijos da sua filha Tati e do Lorenzo, seu netinho mais novo.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/11/2011 às 23:36

Publicado em TV Digital

Exercício 4: Tecnologias digitais na educação

nenhum comentário

Leia o texto a seguir, escrito em 2007. Considere se houve alteração, nos últimos anos, sobre o cenário descrito, acerca da disseminação de novas tecnologias na educação no Brasil. Comente o assunto sob três perspectivas: a do aluno, a do professor e a do gestor escolar. Poste seus comentários no blog da disciplina.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/11/2011 às 23:21

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Exercício 3: Identidade digital

nenhum comentário

Leia o texto a seguir. Reflita sobre a nova dimensão identitária dos indivíduos em meio às trocas simbólicas mantidas através das redes digitais de interação comunicativa. Considere até que ponto existe identidade entre o ser que “é” e que “existe” no mundo e o ser que se “projeta” e se “revela” como protagonista nessas interações comunicativas. Responda, então, a seguite questão: Quem é você? Depois, poste sua resposta no blog da disciplina.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/11/2011 às 23:19

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Exercício 1 – o que é digital?

nenhum comentário

Numa definição mais imediata, o termo coloca-se em oposição à transmissão analógica de sinais usada na radiodifusão tradicional, ou seja, indica a digitalização ou codificação binária do sinal nas transmissões multimídia em banda larga.

(Tatiana Garcia)

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/11/2011 às 11:55

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Ex. 3 – Quem sou eu? Quem eu sou? Eu? Quem?

nenhum comentário

Meu nome é Patricia Basseto dos Santos, tenho vinte e seis anos, sou produtora de tv e agora até repórter, danço jazz, estudo francês e faço mestrado em tv digital. Sou de Birigui, interior de São Paulo, mas nasci em Araçatuba. Uma brasileira.

No facebook sou Patrícia Basseto, já tive quase 700 “amigos”, hoje me delimito a ter no máximo 500, mas para que nunca chegue a tal número, para não mostrar demais da minha vida para gente que não deve saber tanto.

Tenho twitter e dois blogs, um sobre moda e outro um portal de notícias. Bem, mas, não é só isso, na minha família, eu sou a filha mais velha, a única que mora longe, em Bauru, a única que foi para o exterior, e lá eu era uma latina, as vezes alguém do leste europeu ou uma francesa, dificilmente brasileira, mas, eu gosto de ser brasileira, tenho orgulho de nossa pátria desimportante que abriga pessoas importantes para mim.

Na minha família também sou a única solteira, isso porque após namorar quase cinco anos, resolvi viajar e conhecer amores distantes, e nunca mais me apaixonei por aqui.

Sou produtora de tv, mas já estudei ciências sociais, e era muito boa nisso, larguei tudo pelo sonho de ser documentarista e viajar o mundo. Não sabia que iria ficar fechada em salas isoladas acusticamente.

Na Internet sou eu, mas, mais despida da máscara do trabalho de onde passo a maior parte do tempo. No trabalho sou raivosa, penso que a vida está voando e eu estou sem ver o céu.

Em casa em Bauru me sinto no limbo e me jogo na rede, em Birigui me sinto acolhida, minha mãe me dá a força e a verdade que ás vezes, nossos amigos mascaram tanto e, até mesmo os inimigos mascaram.

Nas ruas sou a motorista do Palio branco com placa de Birigui. As vezes creio que aparento ser menos do que sou, e as vezes o contrário também ocorre, mas, eu não ligo, me importo com pessoas que estão longe, e sinto saudade o tempo todo.

Não sei como lhe pareço, não sei me descrever, esse talvez seja o momento mais psicológico dos últimos tempos. Só falei do que vale a pena e do que importa.

Para alguns eu sou uma louca, para outro eu sou a irmã mais velha, a filha ausente, a enteada divertida, a filha amada, a amiga, a roomie, a colega de classe, a produtora, a mestranda, a repórter, a roqueira, a brasileira que prometeu voltar, um rosto em meio a centenas em um perfil de facebook.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/11/2011 às 22:55

Publicado em TV Digital

Exercício 3 – Quem sou eu?

nenhum comentário

Se o rosto é o plano da explicação de mim mesmo mais puro que existe, há camadas mais densas que resultam nessa síntese. A criação familiar, as interações humanas ao longo do crescimento, tanto as presenciais compostas pelo rosto da presença, quanto as mediadas, e o posicionamento opinativo quanto à religião, política e futebol estruturam alguns grupos. Minha identidade parece poder ser definida então por um recolhimento de tudo o que já vivi. Seguindo essa teoria, a identidade está exclusivamente em contínua transformação e uma definição estática se mostra como um erro. Além disso, o eu pode ser comunicado por outras maneiras além da presencial, que muitas vezes não encontra espaço ou tempo suficientes para tal tarefa. A criação de um avatar dá início a uma nova identidade, mas que tem raiz no criador. Ele pode encontrar um fim comunicacional que a identidade presencial não consegue, mas sua aparência não é pura, é constantemente construída no discurso. Levando tudo em consideração, minha identidade é expressa por fatores que não podem ser tratados como finitos e pode adquirir diferentes conotações dependentes dos meios e formatos de sua comunicação. Quem sou eu? Agora e por esse documento sou homem, mineiro, solteiro, cristão, heterossexual, editor e produtor de vídeo, estudante, são paulino, jovem, brasileiro, @tulioheitor, além de outras características que possam preencher esse discurso instável.

Tulio Heitor

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/11/2011 às 22:51

Publicado em TV Digital

Paper: an emergent role for tv in social communication

nenhum comentário

Paper

 

Para saber mais sobre o paper que foi publicado no Euro Itv em 2009, clique no link acima e faça o download do power point.

Por: Patricia Basseto dos Santos

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/11/2011 às 19:22

Publicado em TV Digital

A Model for the Application of Interactive Digital Television to Communities of Practice

nenhum comentário

Fonte: DOAJ – Directory of Open Access Journals

Resumo: Propõe um modelo de aplicação de software utilizando a interatividade da televisão digital para comunicação em comunidades de prática.

Introdução:

  • Comunidades de Prática (Jean Lave e Etienne Wenger): grupos de pessoas com interesses e objetos de estudo em comum que querem dedicar seus conhecimentos em interações regulares. Conceito efetivamente presente no meio empresarial.
  • Estudo que concluiu 11 serviços essenciais para uma Comunidade de Prática: base para modelo de software no Ginga para uso numa Comunidade de Prática.

Televisão Digital Interativa:

  • Números altos de posse de televisão aberta no Brasil (90% da população urbana).
  • Defesa do Sistema Brasileiro de TV Digital: objetiva a democratização da informação (interatividade, portabilidade e mobilidade).
  • Defesa do Ginga:único middleware que suporta interações simultâneas de múltiplos dispositivos.

Comunidades de Prática:

  • (Hara): De acordo com Hara, comunidades de prática são redes de colaboração informal que dão apoio aos praticantes de uma profissão em seus esforços para desenvolver um entendimento mútuo e em seus compromissos para construir um corpo de conhecimento relevante para seu trabalho. A reunião de especialistas em comunidades virtuais suportadas por tecnologias de informação e comunicação representa uma abordagem prática para criar e gerenciar conhecimento em organizações.
  • Maioria dos softwares de Comunidades de Prática são da internet, mas no Brasil o acesso ainda é baixo (17% em 2008).

Metodologia:

  • Baseado num estudo sobre os serviços essenciais para uma Comunidade de Prática, é feito um modelo de aplicação.
  • Pergunta: Como os recursos de interação do modelo brasileiro de tv digital podem ser explorados para designar aplicações específicas para comunidades de prática?

Modelo Proposto Para TV Digital Interativa em Comunidades de Prática:

Home Page:

 

Conclusão:

  • Mesmo que os estudos sobre tv digital ainda estejam razos, é claro que este é um novo e poderoso cenário para novas aplicações e serviços em várias áreas do conhecimento humano.
  • Os resultados desse estudo podem contribuir para o desenvolvimento de um portal de comunidades de prática no ambiente da tv digital interativa.
  • A aderência de outros países da América Latina ao sistema brasileiro de tv digital vai permitir a expansão das aplicações listadas em países em desenvolvimento.
  • Futuras pesquisas nesse tema poderão por em prática o modelo proposto em comunidades privadas ou em instituições de ensino para identificar as forças e fraquezas do modelo.

Link do Paper: http://tvdi.egc.ufsc.br/index.php/observatorio/repositorio-de-artigos/Artigos—Mercado-e-Cen%C3%A1rios-Prospectivos-TVD/A-Model-for-the-Application-of-Interactive-Digital-Television-to-Communities-of-Practice/

 

Túlio Heitor

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/11/2011 às 21:55

Publicado em TV Digital

Exercício 2 – Minha Vida Digital

nenhum comentário

Para: Aldair de Queiroz Franco

 

Oi, vó. Escrevo essa carta direto de 2011. Venho alertá-la sobre a comunicação da minha época. Por falar nisso, é muito difícil alguém usar isso aqui ainda, viu? Tem crianças que nem sabem o que é uma carta. Eu, por exemplo, nunca tinha colado um selo na vida, experiência fantástica! Aliás, essa é a palavra para definir a tecnologia atual: fantástica. No lugar das cartas, as pessoas conversam por meios onde as mensagens vão e vêm em segundos de demora. Além disso, várias coisas do dia a dia podem ser feitas sem estar presentes no local, como comprar roupas ou colocar dinheiro no banco. Bom, falei muita coisa, acho que confundi a cabeça da senhora. Deixa eu tentar explicar. Com o tempo, a tecnologia da informação evoluiu até chegar no “digital”, um tipo de sinal que facilitou muito a comunicação entre as pessoas. Desse modo, foi possível inventar a internet, uma rede digital onde qualquer indivíduo pode se comunicar com som e imagem de forma instantânea em qualquer lugar do mundo. Os grandes computadores, inventados na época da senhora, ficaram cada vez menores e se tornaram comuns nas famílias. Também surgiram pequenos telefones que as pessoas carregam dentro do bolso e que realizam diversas tarefas, muitas delas através da internet. As notícias chegam às pessoas minutos depois de terem acontecido. Enfim, a vida está cada vez mais corrida e tempo é o fator mais precioso hoje em dia. Como tudo aqui acontece muito rápido, espero que durante os dias em que essa carta viaja não surja nenhuma inovação importante que eu devia ter colocado aqui.

 

De seu querido neto, Túlio Franco da M. Heitor.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/11/2011 às 21:31

Publicado em TV Digital

Exercício 2 por Patricia Basseto

nenhum comentário

O presente texto refere-se ao exercício de escrever uma carta para um parente, no passado, há cerca de cinquenta anos, contando das novidades tecnológicas que nos permeiam em nosso cotidiano. Escolhi enviá-la para minha saudosa avó dona Aparecida.

Uma carta de uma mestranda de 2011 para uma dona de casa de 1950

Querida vovó:

Passaram-se cinquenta e um anos desta data e o mundo mudou muito.

Hoje o Brasil tem como presidente uma mulher que tentou derrubar os presidentes da ditadura que ainda está por vir em seu tempo. Lembra do telefone, que poucas e somente ricas pessoas tinham? Pois bem, hoje todo mundo tem um, e, ele é portátil, por exemplo você pode falar com qualquer pessoa de dentro de um ônibus em movimento!

A televisão hoje é colorida e tem de todos os tamanhos e também tem a tela bem fina, e existe um aparelho chamado controle-remoto, com o qual você muda os canais sem levantar do sofá!

O rádio também se tornou portátil, é possível caminhar e correr ouvindo as suas músicas preferidas. Também existe um aparelho chamado computador, que se parece com uma televisão com uma máquina de datilografar acoplada que vem com um negócio chamado internet que permite que você compartilhe e converse com pessoas do mundo todo através da tela, parece magia , mas, é só tecnologia!

Beijo grande querida vovó, sinto muitas saudades aqui de onde estou.

De sua neta mais aventureira, mas que nunca perde as raízes:

Patricia Basseto dos Santos

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/11/2011 às 19:00

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

T-learning in Telecommunication Engineering: The value of Interactive Digital TV in the European Higher Education Area

nenhum comentário

Mart´?n L´opez-Nores, Yolanda Blanco-Fern´andez, Jos´e J. Pazos-Arias, and Jorge Garc´?a-Duque
Department of Telematics Engineering, University of Vigo
2010 10th IEEE International Conference on Advanced Learning Technologies

O trabalho destaca que o Ensino Superior Europeu está passando por uma profunda renovação das metodologias de ensino, enfatizando o papel das TIC para possibilitar a aprendizagem contínua, ao longo da vida.

A pesquisa apresenta um projeto (pioneiro) na aplicação da tecnologia de TV Digital Interativa para o ensino superior no curso de Engenharia de Telecomunicações na Universidade de Vigo.

A experiência foi realizada com alunos voluntários, para a análise do valor pedagógico e motivador dentro da abordagem proposta e para a ampliação para outras áreas.

Introdução:

-Acordo do EHEA – Ensino Superior Europeu- investimentos em tecnologias e t-learning

 T-learning: educação assistida por TVDi .

 “T-learning sempre foi pensado como um meio de oferecer oportunidades de aprendizagem à distância para as massas, aproveitando a penetração praticamente total da televisão nos lares.”

O trabalho apresenta uma proposta para apresentar as possibilidade de inserir o t-learning no EHEA. Eles apostam no t-learning possa agregar valores ao Ensino Superior e servir como um facilitador para o aprendizado contínuo e para a compreensão de certos conceitos apresentados na “educação formal” (como um complemento).

“Além disso, queremos medis a eficácia de uma abordagem de ensino à distância baseado na resolução de problemas práticos com base no modelo de colaboração entre os vários alunos e tutoria à distância pelos professores.”

 Contexto:

O projeto foi desenvolvido dentro do curso de Engenharia de Telecomunicações em disciplinas consideradas as mais difíceis, onde os estudantes tinham mais dificuldades pare entender determinados conceitos, de acordo com pesquisas anuais realizadas pela Universidade.

Conclusões:
O projeto descrito neste artigo tem como objetivo avaliar as perspectivas da TVDi no ensino superior, como um complemento para a aprendizagem. T-learning pode aumentar as possibilidades de
aprendizagem contínua e colaborativa.
O pesquisadores apontsam  o interesse de lançar a plataforma ATLAS como uma ferramenta gratuita para a comunidade de ensino superior para criar material educativo para outros cursos em qualquer área do conhecimento.
Exemplo: Programaçãoem Ambiente Multitarefae Sistema Operacional.

Link do paper:

 http://ieeexplore.ieee.org/search/freesrchabstract.jsp?tp=&arnumber=5572584&openedRefinements%3D*%26filter%3DAND%28NOT%284283010803%29%29%26pageNumber%3D10%26searchField%3DSearch+All%26queryText%3DDigital+TV

Postado por: Flávia Galdiole

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/11/2011 às 19:19

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Exercício 2

nenhum comentário

 Querida Vó Maria!

O mundo parece ter mudado muito nessas ultimas décadas. Estamos no ano de 2011 e já perdi as contas de quantas invenções e novas tecnologias são criadas todos os anos. Aquele seu velho e bom companheiro: o rádio, ainda existe, só que podemos ouvir programas de vários países, falados em diversas línguas, tudo isso por meio de uma máquina  chamada de computador.
Computadores, aliás, são aparelhos parecidos com uma televisão, só que em cores, e com vários botões. É uma mistura de máquina de escrever, com televisão e telefone. Com o computador podemos fazer contas, ver imagens, como na televisão, escrever textos e utilizar a internet, um sistema de comunicação, onde podemos falar com pessoas do mundo todo e encontrar informações, textos e imagens sobre tudo que existe no mundo, ou quase tudo. O telefone também mudou, hoje existem telefones sem fio, bem pequenos, que possui outras diversas funções além de fazer ligações, e quase todo mundo tem um, ou até mais de um.
A televisão, que para a senhora deve ser algo tão inovador, agora é em cores e digital, não tem mais aquele chuvisco e chiados, a imagem é bem melhor, e inventaram um meio de fazer várias coisas pela televisão, como fazer compras, pagar contas, ver se vai chover ou não, é o que chamamos de interatividade. Tudo isso parece uma loucura ou algo de outro mundo, mas, não é. Isso é a realidade do século 21.
Todas essas mudanças acabaram transformando o mundo em que vivemos e elas continuam acontecendo sem parar, cada vez mais depressa. Mas, fique tranqüila a senhora vai ter o prazer de vivenciar todas essas transformações ao longo dos anos.
Aliás, a senhora deve estar se perguntando quem sou eu. Esqueci de me apresentar, sou sua neta Flávia, a quem a senhora vai apelidar de Fafá, filha do, seu filho, Dorival. Mas, a senhora só vai me conhecer no dia 01 de abril de 1988, quando eu nascer.

 Beijos com carinho, da sua neta, Flávia Galdiole.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/11/2011 às 19:05

Publicado em TV Digital

Brincando de consumir

nenhum comentário

Meu filho ganhou de presente do avô o “Super Jogo da Vida”. A embalagem já avisava: “agora com cartão de débito e crédito no lugar das notas de dinheiro!”. Imagens de sorrisos, diploma, carro e casamento, ao lado das marcas dos patrocinadores e do fabricante. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/11/2011 às 15:39

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

T-learning in Telecommunication Engineering: The value of Interactive Digital TV in

nenhum comentário

Escrito por: Martín López – Nores, Yolanda Blanco-Fernández, José J. Pazos – Arias, and Jorge García-Duque – Department of Telematics Engineering, University of Vigo
Publicado em: 2010 10th IEEE International Conference on Advanced Learning Technologies
Pesquisa:
• Grandes investimentos em e-learning e m-learning
• Abordagem informal T-learning (oportunidades de aprendizagem para as massas através de entretenimento)
• Avaliar possibilidades de T-learning (centrada nas formas de edutainment) por TVD no EEES – e aumentar as possibilidades de aprendizagem contínua como complemento das aulas
• Medir a eficácia do EAD baseado na resolução de problemas práticos
• Utilizam uma plataforma de T-learning , ATLAS adaptada do e-learning para TVD
• Aplicado em 2 disciplinas que tratam simultaneidade de processos computacionais: Programação em ambientes multitarefa (PME) e Sistemas Operacionais (OS)
• São estudados as concorrências dos sistemas em que vários processos interagem uns com os outros e podem causar problemas pelo uso de recursos simultâneos .
Objetivo:
• Utilizar as tecnologias TVD para ajudar os alunos a analisar as dinâmicas dos problemas de concorrência e desenhar soluções, por meio de aplicações interativas nos processos, recursos compartilhados e ferramentas de sincronização e as possibilidades de aprendizagem contínua.
• Criar papéis construtivos na resolução de problemas e destrutivos para questionar soluções colocadas por outros.

Link do Paper:
http://ieeexplore.ieee.org/stamp/stamp.jsp?tp=&arnumber=5572584

Postado por: Roberta Padoan

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/11/2011 às 21:30

Publicado em TV Digital

Exercício 2

nenhum comentário

Bauru, 27 de outubro de 1960.

Mamãe, gostaria que soubesse o que há no mundo daqui a 50 anos. Estava hoje pensando como os tempos mudaram e o que aconteceu de inovador desde o dia em que lerá essa carta, até o dia em que a escrevo, no fim de 2011.
Agora tudo é mais fácil para nós em relação às comunicações. Foi criada a INTERNET, que nada mais é do que um sistema que une todo mundo por conexões feitas por um computador. Posso lhe dizer que isso se compara a brincadeiras que usavam um copinho e barbante como telefone, no caso o copo é o computador e o barbante, a Internet, porém essa “brincadeira” liga todos os seres do planeta, do BRASIL para qualquer outro lugar do mundo (qualquer cidade ou país). As comunicações foram facilitadas pela criação das redes sociais, e explico-as como sendo informações, fotos, vídeos, músicas, que podem chegar a todos os pedacinhos do barbante, mandadas ou colocadas lá por uma pessoa, e pelo avanço do seu telefone para os nossos celulares cada vez menores, portáteis, leves, com tudo que imaginarmos dentro, fotos, vídeos, textos e tem até televisão, isso facilita e agiliza nossas vidas.
Nesse século de novas descobertas, em que o imaginável é fabricado no dia de amanhã, não há nada de mais. Vocês também tiveram suas descobertas no tempo devido, só peço que acolha o que lhe conto sem estranheza, pois é a nossa realidade para daqui a uns anos.

Sua filha, Roberta

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/11/2011 às 21:11

Publicado em TV Digital

Sempre falta alguma coisa

nenhum comentário

Apesar do valor simbólico, tanto faz para Araraquara estar em primeiro (2010) ou em terceiro lugar (2011) no ranking de qualidade de vida de municípios divulgado nesta semana pela Firjan. Métodos são sempre discutíveis e, como lembra Machado de Assis nas memórias póstumas de seu Brás Cubas, não devem “usar gravata”. O importante é que a cidade tem, reconhecidamente, um dos mais altos padrões de desenvolvimento do País, com bons níveis de emprego, renda, saúde e educação. Não é bem primeiro mundo. Mas é muito bom. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/11/2011 às 15:38

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Adivinha o que vem por aí?

nenhum comentário

Se eu disser que não sei como as coisas funcionam na sua época, minto.
Eu sei.
Talvez um pouco por experiência, já que boa parte das traquitanas e geringonças criadas por aí duraram ao menos até parte da minha infância. Este talvez fosse seu maior espanto se desse uma espiadela cá para estes anos, bacanas e ao mesmo tempo um pouco desajustados…
Nada dura. Estamos criando um mundo descartável, baseado na impermanência, cujo lastro, em parte, é o consumo fácil. Há vantagens, como a ampliação do acesso aos bens materiais e serviços – estes sim, bem bacanas. Mais ou menos aí por sua época estão inventando uma tal Arpanet. Vai dar o que falar. Ela já deu cria, e o filhote mais ilustre é a internet. Como funciona? Imagine ler, falar, ouvir, ver outra pessoa por meio de uma tela como a da televisão, tudo ao mesmo tempo e na hora. Enviar textos, fotos e até vídeos (sei que aí ainda são chamados de “filmes”) para qualquer lugar do mundo, sem demora.
Coisa de maluco, não?
É assim que funciona e já fez muita coisa boa acontecer. Parte do mundo árabe – que quando você mora ainda deve ser visto como uma imensa caixa de areia cercada de camelos por todos os lados – está mudando (para melhor, quero acreditar) justamente pelo fato de as pessoas poderem se comunicar mais e melhor. Dá para reencontrar pessoas, conhecer um pouco mais sobre o mundo e até dar mais voz às próprias idéias.
Mas nem tudo é tão bom assim. O que conecta, também afasta. Em parte, parece que estamos criando um exército de solitários; uma comunidade de pseudo-agregados, em cujo contato com o outro sempre há uma tela no meio. Temos muito para comprar e usar, mas cada vez mais fazemos isso sozinhos. A televisão? Parece coelho: multiplicou-se e agora há uma em cada cômodo da casa – e com apenas um espectador por vez. Música? Nunca se produziu tanto, mas também nunca antes na história desse povinho besta se perdeu tanto o hábito de ouvir um disco a dois, a três, enfim…Aliás, disco mesmo acabou. Até mesmo como conceito, parece, pois agora só são lançadas uma ou duas músicas por vez.
Falando nisso, um dia eu conto mais sobre como se ouve música por aqui. Enquanto isso não acontece, guarde algum dinheiro. Quando aparecerem uns moleques por aí – o nome de cada um deles é Steve Jobs e Bill Gates – fique de olho. Assim que eles resolverem começar um negócio, vá lá e pergunte se eles têm ações para vender. Compre. Bastante. E depois, quando chegar aqui, me doe algumas, ok?

Rodrigo

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/11/2011 às 9:26

Publicado em TV Digital

Querida avó, lembra do Silvio?

nenhum comentário

Exercício 2 – Minha vida digital

Fernando Barbosa

fernandobarbosa_mail@yahoo.com.br

Querida avó, tudo bem?

Espero que sim, por aqui está tudo ótimo, tudo cada vez mais corrido e “tempo” é artigo de luxo nos dias de hoje. Provavelmente quando a senhora receber esta carta lerá na calçada e comentará com seus vizinhos, enquanto crianças brincarão na rua com bola, peteca ou pique esconde.

Aqui onde vivo, por questões de segurança as crianças não costumam brincar na rua. Geralmente ficam entretidas em um aparelho que possui diversas funcionalidades que chamamos de computador. É uma ferramenta bastante útil nos nossos afazeres diários.

Eu não costumo assistir televisão; assisto meus programas preferidos neste aparelho que comentei. Não posso deixar de mencionar que a experiência de assistir tudo colorido também é uma novidade que a senhora ia gostar de ver. São muitas mudanças. Sabe o Silvio Santos? Ele continua por aqui fazendo a mesma coisa. Podemos enviar mensagens para a sua TV (sim, ele comprou uma TV) e a tecnologia possibilita uma interação maior com os programas, artistas e conteúdos produzidos.

Imagine que, para pegar uma receita de um programa de culinária não precisa mais de caneta. Através daquele aparelho que comentei é possível acessar a receita, comprar coisas no supermercado e eles entregam em casa. E não precisa pagar para o entregador, como a senhora faz com o leiteiro, não. Eles cobram direto da conta no banco.

Talvez não fique muito claro e é uma pena que a senhora não tenha telefone para eu contar tudo em detalhes; os telefones por aqui são fáceis de adquirir, tem até alguns móveis, podemos levar para qualquer lugar e (na maioria das vezes) funciona direitinho. Apelidaram eles de celulares. Em Portugal tem um nome mais amigável: telemóvel. Mais bonito, eu acho.

Os aparelhos de hoje estão diminuindo e os fios estão sumindo. Mas as funcionalidades estão aumentando. Os telefones que falei anteriormente, os celulares, quase não são usados para falar. Estranho né? Usamos mais para fazer conta na calculadora, agenda ou para ver a hora. Aliás, o relógio de pulso está cada vez mais sumido. E as relojoarias também.

Quase ninguém anda com dinheiro em espécie. Os bancos inventaram um cartão de plástico que possibilita pagar nossas contas e despesas diárias. Depois vem uma fatura pelo correio. Tenho a impressão que o único que ainda usa dinheiro em espécie é o Silvio Santos, jogando as notas para a platéia em forma de aviõezinhos. Ele continua fazendo seus programas aos domingos e tem uma popularidade impressionante.

Alguns amigos meus dizem que o Silvio já morreu e que a tecnologia possibilita a projeção da sua imagem e voz em novos conteúdos, mantendo o apresentador imortal.  Eles são brincalhões e não acredito muito neles, mas a tecnologia pode provar que eu estou enganado.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

10/11/2011 às 0:20

Publicado em TV Digital

Inbound and outbound, when applications invade TV and change our rooms

nenhum comentário

O artigo aborda o atual momento da televisão sob a perspectiva dos aplicativos e suas funcionalidades, bem como o uso dos dispositivos móveis (celulares, tablets, notebooks) complementando ou concorrendo com a programação televisiva e mudando o nosso comportamento em relação ao consumo de conteúdos audiovisuais.

Programação linear x programação on demand, a inclusão das portas ethernet e wireless nos aparelhos televisores, aplicativos gratuitos x pagos e interação da audiência via redes sociais  são alguns temas que o autor discorre neste trabalho.

O referido artigo foi publicado no MIT 7 – Massachusetts Institute of Tecnology –  Conference International, realizada entre os dias 13 e 15 de maio de 2011. Disponível em http://web.mit.edu/comm-forum/mit7/index.html e o autor, André Fagundes Pase  é jornalista, doutor em Comunicação e Professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Link da apresentação:

http://tvdigitalinovacao.files.wordpress.com/2011/11/apresentac3a7c3a3o_paper_andre_pase-ppt.pdf

Link do paper completo:

http://tvdigitalinovacao.files.wordpress.com/2011/11/andre_pase_mit7_full.pdf

Postado por Fernando Barbosa

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

09/11/2011 às 20:45

Publicado em TV Digital

A tecnologia mudou nossas vidas !!!

nenhum comentário

Exercício 2. Minha vida digital

Paulo Araujo dos Santos

paulo.araujo@lycos.com

 

A tecnologia mudou nossas vidas !

Vou tentar explicar nesta carta, algumas das tecnologias que temos aqui em 2011 e que em sua época, e lugar nem sonha que um dia possa vir a existir.

A vida mudou bastante nesses cinquenta e poucos anos. Se na sua época Juscelino Kubitschek, tinha o lema de fazer o Brasil progredir 50 anos em 5. Hoje podemos dizer que não só o Brasil, mais o mundo todo mudam a cada segundo, quando referimos sobre desenvolvimento de tecnologias. Quase tudo que fazemos desde que acordamos até quando vamos dormir tem algum tipo de tecnologia envolvido. Tecnologia, explicando melhor, são coisas inventadas ou descobertas com o objetivo de facilitar a nossa vida (às vezes acaba complicando um pouco…). Por exemplo, em 1960, quando vocês precisam saber o que estava ocorrendo ao seu redor ou em outros locais mais longínquos, dependiam de uma carta, como esta, jornais que provavelmente não devem chegar por ai e com certeza através do rádio. O Rádio continua existindo ainda em 2011, mas as informações chegam através de diversos aparelhos, não apenas do rádio. É tanta informação que não conseguimos assimilar tudo que esta sendo divulgado.

Em 2011, há muitas coisas que facilitam nossa vida. Quando acordamos, geralmente somos despertados por um aparelho o qual chamamos de celular. O celular é um equipamento sem fios com uma pequena bateria, que foi inventado para facilitar a comunicação entre as pessoas, podemos carregá-lo no bolso e com apenas um toque falamos com outras pessoas que tem o mesmo aparelho. Quando foi inventado, a função era apenas falar e ouvir em qualquer lugar sem a necessidade da utilização de um telefone fixo, que é ligado por fios de uma casa para outra. Quase todas as pessoas tem um celular hoje em dia e já não vivem sem o mesmo. Há modelos simples que apenas serve para falar, e outros mais complexos que tem múltiplas funções como: despertador, câmera fotográfica (que hoje não precisa de filmes, como em sua época, é tudo digital – imagens são transformadas em zeros e uns e podem ser vistas em aparelhos que decodificam essa linguagem chamada de binária), filmadora e muito mais…

Outra grande invenção da nossa época, que usamos para fazer muitas coisas, é o computador. Computador é como se fosse uma máquina de escrever, ligada a uma tela onde aparece tudo que escrevemos. Feche os olhos e imagine uma linda paisagem, uma música, uma história, notícias. No computador é possível materializar tudo como se fosse um sonho. Mas para usar todos os recursos do computador é necessário ter uma conexão com a internet. Internet é outra grande invenção que faz com que um computador entre em contato com outro e troque informações, não importa onde estejam. Imagine uma teia de aranha, cada ponto da teia seria um computador ligado ao outro trocando informações dia e noite. Não escrevemos mais cartas como esta hoje em dia, enviamos mensagens através do computador ligado na teia através do que chamamos hoje de e-mail. Mensagens que também pode ser enviadas através do celular o qual falei acima.

Quase todos têm também em casa um aparelho o qual chamamos de televisão. Uma tela que geralmente fica na sala onde a família se reúne para assistir programas de auditório, novelas, notícias, filmes e muitas outras coisas e tudo com imagem em alta definição e a cores. Tudo isso é como se pudéssemos trazer para dentro das nossas casas, outras pessoas, histórias, realidades fictícias, coisas boas e coisas ruins. No início era uma grande caixa com tubo de imagem, hoje já existem modelos que parecem quadros que podem ser pendurados na parede.

Hoje, estamos todos ligados pela tecnologia seja através da internet, aparelhos móveis como o celular e outros. As informações chegam a todo o momento. Podemos ver o mundo através das telas que nos cercam. Quase tudo pode ser convertido em zero e um e assim conversar com diversos aparelhos, chamamos isso de convergência.

Tem muita coisa para contar, mas não é possível nesta carta. Ao mesmo tempo que a tecnologia facilita nossa vida em relação a comunicação e informação, nos controla e escraviza em relação ao tempo. O resto fica para a próxima carta…

 

Paulo Araujo dos Santos

Bauru, 06 de novembro de 2011.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/11/2011 às 12:00

Publicado em TV Digital

A lei antiálcool

nenhum comentário

Não será fácil para o governador Geraldo Alckmin repetir, com sua lei antiálcool, o sucesso de seu antecessor com a lei antifumo. A fórmula é a mesma: símbolos ostensivos de proibição, repressão sobre comerciantes, blitze de fiscalização, multas pesadas, ameaça de interdição e até perda do registro para quem desobedecer. O marketing é semelhante: saúde, cidadania, responsabilidade, comprometimento. Mas os problemas são diferentes. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/11/2011 às 15:37

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , ,

Produção de um sistema de estúdio para conteúdo 3d dinâmico

nenhum comentário

•O artigo descreve um sistema de suporte à produção de conteúdo 3D dinâmico baseado na aproximação de imagens capturadas de várias câmeras em um estúdio com Chroma-Key.
•O foco principal é um sistema em tempo real para transmissões ao vivo.
•O método proposto é baseado em visão computacional, que a partir da comparação das silhuetas de imagens diferentes reconstroem com volume 3D o ator capturado.
•O sistema também provê ferramentas de planejamento de produção na visualização no cenário, onde é possível oferecer ao diretor uma resposta imersiva, usando projeção no chroma-key, do posicionamento de objetos virtuais na cena.
•Esta projeção não interfere na captura da imagem.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/11/2011 às 10:19

Publicado em TV Digital

Secure Communication between Set-top Box and smart card for fair use in DTV Brodcadsting

nenhum comentário

O artigo foi escrito por Wei- Bin Lee, Hsing-Bai Chen e Ching-Chih Cheng e publicado no IEEE em 2010.

Este artigo expõe que para garantir a segurança e o acesso conveniente a serviços fornecidos pela TV paga, é necessário um sistema de acesso condicional (CAS) que forneça um mecanismo de gerenciamento de acesso seguro.

O provedor de conteúdo embaralha o programa a ser transmitido utilizando uma CW (control word) para prevenir que pessoas não autorizadas acessem o programa.

O smart-card  é utilizado para desembaralhar o programa no Set-top Box (STB). A autenticação é realizada mutuamente entre o STB e o smart-card e este esquema previne o ataque Hack McCornec e a clonagem do smart-card.

A idéia deste artigo é que a identificação do assinante seja realizada com smart-card e biometria, sendo que esta identificação seja vinculada a identidade da pessoa e não simplesmente ao STB.

Link da apresentação:

Secure Communication between Set-top Box and smart card

Link do paper:

http://ieeexplore.ieee.org/search/srchabstract.jsp?tp=&arnumber=5484755&openedRefinements%3D*%26filter%3DAND%28NOT%284283010803%29%29%26searchField%3DSearch+All%26queryText%3DSecure+Communication+between+Set-top+Box+and+smart+cards+for+fair+use+in+DTV++Brodcadsting

Postado por: Regiane Zolezi

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/11/2011 às 19:48

Publicado em TV Digital

Modelo de paper científico

nenhum comentário

Entidades científicas internacionais, como a ACM e o IEEE,  adotam modelos padronizados de layout (templates) para a publicação de relatos de pesquisas. Um sistemas mais difundidos com este propósito é o LaTeX, que estabelece um conjunto de comandos (ou macros) tipográficos para citações, referências bibliográficas, formatos de páginas e outros elementos comuns, possibilitando a exportação do conteúdo do paper e sua adaptação para diversos formatos de publicação. Mesmo sem o uso desses comandos avançados, é conveniente adotar modelos formais que norteiem a divisão da estrutura do conteúdo do trabalho, a indicação de autores, o uso de tabelas e figuras, entre outros elementos.

Confira, a seguir, um modelo padrão que pode ser usado para a produção de seu paper, com vistas à submissão para eventos e periódicos internacionais: MSW_USltr_format (formato .doc)

Link no Scribd:

http://pt.scribd.com/doc/24541946/MSW-USltr-Format

Link no E-Book Browse:

http://ebookbrowse.com/msw-usltr-format-atm2011-doc-d48633063

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

31/10/2011 às 14:31

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Agenda de seminários

nenhum comentário

27/10: Regiane, Maria Lucia, Patricia, Paula e Tatiana

03/11: Eloiza, Sergio, Humberto, Lucas, Roberta, Fernando, Luana, Flavia e Nirave

17/11: Ronaldo, Eliane, Alex, Tulio, Paulo e Rodrigo

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

31/10/2011 às 12:44

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Exercício 2. Minha vida digital

nenhum comentário

Proposta: Leia o texto a seguir. Considere a diferença do cenário tecnológico atual em relação ao da geração de seus pais ou avós, que nasceram, cresceram e trabalharam em um mundo anterior à internet e às novas tecnologias de comunicação e informação. Redija, então, uma pequena carta, em 15 a 20 linhas, endereçada a um familiar seu no ano de 1960. Descreva a ele o contexto tecnológico atual, numa perspectiva que seja compreensível à mentalidade daquela época. Busque elementos que façam nosso “mundo digital” e nossa “vida digital” parecerem menos estranhos a seu antepassado. Ah, e depois, se esse seu parente ainda for vivo, envie a carta impressa a ele pelo Correio, com selo postal e lacrada com cola líquida, com data de 27/10/1960.

Objetivos: Reflitir sobre as transformações provocadas pelas tecnologias digitais em nosso cotidiano. Exercitar a escrita criativa.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

31/10/2011 às 12:41

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Exercício 1. O que é digital?

nenhum comentário

Proposta: Leia os trechos a seguir. Se necessário, consulte um dicionário ou páginas específicas na internet de modo a esclarecer termos técnicos relacionados aos princípios físicos e às tecnologias citadas. Reflita sobre as aplicações desses conceitos ao universo da comunicação digital. Redija um verbete de até 3 linhas com uma definição do termo “digital”.

Objetivos deste exercício: Apresentar conceitos introdutórios de mídia digital; familiarizar os alunos com hábito de leitura em inglês; estimular a capacidade de síntese e de definição. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

31/10/2011 às 12:37

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria

Por um método sem gravata nem suspensórios

nenhum comentário

“Que isto de método, sendo, como é, uma coisa indispensável, todavia é melhor tê-lo sem gravata nem suspensórios, mas um pouco à fresca e à solta, como quem não se lhe dá da vizinha fronteira, nem do inspetor de quarteirão.” (Machado de Assis. “Memórias Póstumas de Brás-Cubas”, Cap. 9 – Transição)

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/10/2011 às 23:31

Esmola e impotência social

nenhum comentário

A reportagem informa: “Pedintes conseguem até R$ 90 por dia para usar drogas”. A campanha orienta: “Não dê esmola, encaminhe para a Casa Transitória”. O morador reclama: “É muito desagradável ver um bando de bêbados no meio da tarde ao se atravessar uma praça”. A assistente social sensibiliza-se: “Eles já são desprovidos de todos os outros direitos. Vamos preservar ao menos o de ir e vir”. As pessoas, em geral, se incomodam, constrangem-se e não sabem bem o que fazer quando abordadas: “Por favor, me dá um trocado pra comprar comida”. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

27/10/2011 às 15:35

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

O que a Facira quer ser

nenhum comentário

Descontado o aguaceiro que caiu no fim de semana, grande parte do insucesso da Facira parece reflexo de uma crise de identidade. Fora do discurso institucional, não há consenso sobre o que, afinal, a principal feira de Araraquara deve ser. O nome oficial indica uma vocação “agrocomercial e industrial”. A programação cultural aponta para o entretenimento popular, com brinquedos e shows de pagode e música sertaneja. E há o perfil beneficente, com reversão de recursos a entidades filantrópicas por meio de doações e serviços de alimentação. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/10/2011 às 15:34

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Corrupção nossa de cada dia

nenhum comentário

Ontem, 12 de outubro, foi dia das crianças, dia da padroeira do Brasil, dia do descobrimento da América, dia do atletismo e, também, dia de marcha contra a corrupção em dezenas de cidades no País. Em Araraquara, os organizadores imaginavam atrair cerca de 600 pessoas até o Parque Infantil. Ao final, após a exibição de faixas e algumas palavras de ordem, apenas 80 assinaturas foram colhidas.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/10/2011 às 22:43

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Quanto vale um vereador

nenhum comentário

Não acho absurdo que um vereador ganhe quase R$ 8 mil por mês, como propõe projeto que vem sendo negociado pelo Legislativo de Araraquara, conforme informou Hever Costa Lima, nesta Tribuna Impressa (4/10, p. A-3). É um valor módico se comparado, por exemplo, ao salário do presidente do Senado, José Sarney, que leva para casa, oficialmente, cerca de R$ 60 mil mensais. Somada a verba de gabinete e outros benefícios indiretos, a mensalidade paga a esses parlamentares de elite pode chegar a R$ 159 mil, de acordo com dados do próprio Congresso e da ONG Transparência Brasil. No Judiciário, também há vários casos assim. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

06/10/2011 às 22:42

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Bom senso no comércio

nenhum comentário

Para a cidade é bom, muito bom mesmo, ter o comércio aberto aos sábados até as 17 horas. Acho que todos deveriam concordar com isso. É bom para quem vende, bom para quem compra, bom para quem passeia, bom para quem pesquisa, bom para quem presta uma infinidade de serviços que dependem do movimento nas ruas e calçadas para fazer o dinheiro circular. É isso o que faz da cidade o principal polo comercial da região. É o algo mais que ajuda a atrair gente de Matão, Taquaritinga, Ibitinga, Américo, Santa Lúcia, Ibaté e até da comercialmente acanhada São Carlos, para comprar, pesquisar, pechinchar, bater perna, tomar sorvete, cafezinho e, quem sabe, emendar um cinema e um restaurante na nossa cidade. É bom, enfim, porque dá impulso à nossa economia. Isso é bom. Ponto.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

30/09/2011 às 13:12

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Como saber que se sabe

nenhum comentário

Dizem que jornalista não sabe, mas que sempre sabe quem sabe. Ainda assim, seu problema é saber se quem disse que sabe sabe mesmo. Se sabe com base em quê? No que viu? No que leu? No que ouviu? No que viveu? No que imaginou? Se o jornalista não souber isso, seus leitores muito menos irão saber. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

26/09/2011 às 10:53

Bons costumes

nenhum comentário

Antes que houvesse facções criminosas com celulares a controlar o tráfico de dentro dos presídios; antes que quadrilhas se pós-graduassem em logística para comandar roubos de carga nas rodovias da região; antes que garotos armados ousassem invadir residências, sequestrar e violentar pessoas; antes que surgissem as hordas de universitários bêbados gritando, brigando, urinando e atropelando velhinhas pelas ruas; antes, enfim, de tudo isso, houve um tempo em que tarefa de delegado de polícia em Araraquara era zanzar pelas ruas e praças fiscalizando o cumprimento da moral e dos bons costumes. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/09/2011 às 18:06

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , ,

Meu mendigo preferido

nenhum comentário

Estivessem vivos, Sabugo e Pemba, dois saudosos mendigos araraquarenses, poderiam se candidatar a um novo tipo de site de compras coletivas que está dando o que falar na internet.

O “Mendigo Urbano” divulga perfis de moradores de rua com o objetivo de sensibilizar grupos de internautas a contribuirem para a compra de um “kit mendigo”, no valor de R$ 250. Você escolhe seu mendigo preferido e doa o quanto quiser. Fechada a compra, ele ganha o valor do kit revertido em cesta básica, roupas e corte de cabelo. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

16/09/2011 às 18:42

Publicado em Coluna

Tags desta matéria ,

Leia, escreva… e compre

nenhum comentário

Enquanto, em Araraquara, o Ministério Público e a Prefeitura discutem a regularidade da compra, por R$ 1,5 milhão, de 48 lousas digitais para escolas municipais, nos Estados Unidos (onde mais?), pais, educadores e gestores travam há mais de dez anos um debate acalorado sobre a regulamentação da publicidade em sala de aula em troca de mais recursos para o financiamento do ensino público. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

08/09/2011 às 19:18

Publicado em Coluna

Tags desta matéria , , ,

Aspectos de um modelo de negócios

nenhum comentário

Aspectos de um modelo de negócios

  • Arquitetura de produtos, serviços e fluxos
  • Descrição de atividades, ciclos e papéis
  • Valoração dos elos da cadeia de produção
  • Fontes e meios de obtenção de receitas

Etapas do negócio das mídias

  • Planejamento
  • Produção
  • Programação
  • Agregação
  • Venda
  • Distribuição
  • Consumo
  • Atendimento

Variáveis

  • Tipos, perfis e nichos de público
  • Formatos e volumes de conteúdos
  • Canais de acesso e distribuição
  • Velocidade do fluxo de informação
  • Opções de adaptação, atualização e reprodução

 

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/08/2011 às 4:49

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Entrega dos trabalhos da disciplina

nenhum comentário

Essa mensagem trata dos critérios de avaliação e prazos para recebimento dos trabalhos da disciplina de Novas Tecnologias. São duas avaliações:

a) um texto dissertativo de 5.000 a 8.000 caracteres sobre novas tecnologias de mídia digital, sintetizando os conhecimentos tratados pela disciplina, a ser publicado como comentário a este post (valor 7);

b) peça de animação desenvolvida em oficina prática, entregue na forma de um arquivo .swf ou .fla (valor 3) enviado para meu email (belda@usp.br).

O prazo final para entrega de ambos é o dia 10/06.

Os alunos que tiveram especial dificuldade em concluir o desenvolvimento da peça de animação podem entregar, em seu lugar, um relato textual de 1.500 a 2.000 caracteres sobre o que aprenderam na oficina e de que forma isso se aplica na prática profissional. Neste caso, o texto também deve ser publicado como comentário a este post.

Outra possibilidade, ainda, é desenvolver a animação de modo mais simples, usando o Power Point e gerando um arquivo final .pps ou .ppt, a ser enviado por email .

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

07/05/2011 às 18:27

Codificação, organização e integração de acervos

nenhum comentário

Ficha didática sobre métodos de codificação de informação, organização de acervos editoriais para mídias digitais, com exemplos de integração de bases de dados usando linguagens baseadas em XML. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/05/2011 às 22:15

Equipes, fluxo e processo de produção

nenhum comentário

Ficha didática sobre equipes multidisciplinares envolvidas no processo de produção para mídias digitais, incluindo um modelo esquemático do ciclo de captação, edição e distribuição multimídia. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/05/2011 às 21:25

Novas formas de interação

nenhum comentário

Ficha didática sobre aspectos de interatividade em comunicação por meios digitais, com ênfase em práticas de edição eletrônica, comunicação interpessoal, participação e colaboração.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

05/05/2011 às 21:18

Arquitetura de informação e estrutura de conteúdos

nenhum comentário

Ficha didática sobre arquitetura de informação e estruturação de conteúdos para mídias digitais, com exemplos práticos de modelagem e mapeamento conceitual aplicados a conteúdos educativos de TV Digital Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

04/05/2011 às 22:46

Sistemas e ferramentas de hipermídia

nenhum comentário

Ficha didática sobre sistemas informatizados usados em produção de conteúdo para mídia digital e sistemas de publicação dinâmica para ambientes de internet. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/05/2011 às 22:37

Novos “gêneros”, produtos e publicações

nenhum comentário

Ficha didática sobre novos modelos de organização editorial em mídias digitais, com indicação de “gêneros” emergentes de comunicação, tipos de produtos e exemplos de publicações de referência. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

03/05/2011 às 21:15

Ambientes de aplicação

nenhum comentário

Ficha didática sobre ambientes de aplicação para exibição, distribuição e gestão de conteúdos em mídias digitais.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/05/2011 às 22:48

Exemplos de objetos interativos de educação

nenhum comentário

Segue uma lista de links para sites, games e outros objetos de aprendizagem que exploram recursos tecnológicos e linguagens de mídia digital para uso em educação, conforme indicado em aula.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/05/2011 às 21:08

Entrevista com Nicholas Carr

nenhum comentário

Leia a entrevista do escritor norte-amerciano Nicholas Carr, publicada na “Folha de S. Paulo” em 20/09/2010 (Caderno Saber). Em seguida, reflita sobre as tendências do hábito de leitura e aquisição de informação através da internet e das novas mídias digitais. 

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/04/2011 às 19:01

Hipermídia e formatos de conteúdo

nenhum comentário

Ficha didática sobre características e formatos de conteúdos de hipermídia, com reflexão e proposta de discussão sobre seus desafios de uso e aplicabilidade.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/04/2011 às 18:45

Conceitos de multimídia, crossmídia e transmídia

nenhum comentário

Multimídia, crossmídia e transmídia são conceitos formulados como formas de se contar uma história com uso combinado de diferentes plataformas de mediação.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/04/2011 às 18:40

Redes de comunicação e computadores

nenhum comentário

Ficha didática sobre o surgimento da rede mundial de computadores, seus princípios e conceitos fundamentais e suas primeiras aplicações. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/04/2011 às 18:38

História das tecnologias de comunicação

nenhum comentário

Ficha didática de síntese sobre a história e a evolução dos meios de comunicação, desde a antiguidade até a época contemporânea, com apresentação de slides ilustrados.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/04/2011 às 20:17

Definição dos termos

nenhum comentário

Expressão do significado de termos usados nas formulações do modelo, com o intuito de estabelecer um referencial convencionado em torno de seu vocabulário. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 22:07

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria , ,

Regras e sentenças

nenhum comentário

Regras e sentenças expressam condições necessárias ou recomendações para estruturação, relacionamento e submissão de conteúdos com base no modelo proposto. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 21:11

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Atores e papéis

nenhum comentário

Equipes de produção organizam-se seguindo um conjunto de papéis colaborativos e complementares, executados por indivíduos ou grupos em comunidades de aprendizagem. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 20:59

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Ambientes e espaços

nenhum comentário

Ambientes de aprendizagem televisiva e seus espaços temáticos podem constituir réplicas virtuais de espaços correspondentes a uma coleção de conteúdos educativos. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 19:08

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Classes de conteúdo

nenhum comentário

Classes de conteúdo designam peças midiáticas com características comuns necessárias e suficientes para compor uma unidade identitária de formatação, estilo e linguagem.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 18:11

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Categorias e condições

nenhum comentário

Classes de conteúdo podem agrupar-se segundo suas categorias midiáticas predominantes e as condições que determinam sua utilização em contextos interativos de televisão. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 17:18

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Vinculação de classes

nenhum comentário

As condições para vinculação de conteúdos de forma a comporem uma programação educativa integrada baseiam-se nas sentenças de regras gerais apresentadas no modelo. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 16:27

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria , ,

Tipos de vínculos

nenhum comentário

A conexão entre elementos e classes de conteúdo pode se dar a partir de vínculo funcional ou documental, conforme a natureza da inter-relação que designam. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 16:21

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria , ,

Acionamento de classes

nenhum comentário

Uma classe vinculada como meta-conteúdo em relação a outra pode ser acionada por iniciativa do tele-interator ou exibida de forma automática, por default. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 15:49

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Atributos e metadados

nenhum comentário

O modelo proposto prevê atributos de classes de conteúdo como forma de especificar condições para derivação de sistemas automáticos de identificação de vínculos.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 13:52

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Atributos das classes

nenhum comentário

Deve haver critérios para a caracterização de atributos conforme as relações de necessidade, multiplicidade e ordem, conforme definidas no modelo. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 12:57

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Funções interativas

nenhum comentário

A modelagem da transmissão e retorno do conteúdo considera requisitos de interação, com fluxos condicionais de envio de informações pelo sistema e/ou tele-interatores. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/09/2010 às 11:59

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Eventos computacionais

nenhum comentário

Um modelo generalizado dos eventos associados a funções computacionais interativas pode ser descrito na forma de relatos de atividades. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

13/09/2010 às 9:02

Publicado em TV Digital

Tags desta matéria ,

Análise de reportagem

com um comentário

Análise de uma reportagem de sua escolha sobre tema de agroeconomia, considerando vocabulário (análise lexical), estruturas narrativas (enredo, cenários, personagens etc.), argumentos e teses sustentadas, uso de recursos gráficos (fotos, infográficos, quadros, tabelas) e fontes citadas na reportagem. Anexar imagem escaneada da página ou lincar a reportagem analisada.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/09/2010 às 19:50

Roteiro de pauta

nenhum comentário

Elaborar um roteiro de pauta sobre tema de agroeconomia, elencando: problema tratado, conceitos relacionados ao tema, fontes de informação utilizadas, clipping de reportagens peviamente publicadas sobre o assunto (links, com título/veículo/data) e dados de apoio para mensuração e quantificação estatística do problema.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/09/2010 às 19:49

Definição de conceito

nenhum comentário

Definir, em 3 a 5 linhas, um conceito de sua escolha sobre tema de jornalismo, agronegócio ou economia. É optativa a elaboração de uma Discussão mais ampla, após a definição, sobre aspectos teóricos e práticos relacionados ao conceito.

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/09/2010 às 19:48

Cronograma das aulas

nenhum comentário

Síntese dos conteúdos tratados em cada aula, incluindo reflexões gerais sobre a disciplina e seu plano de curso, fichas didáticas, exercícios e materiais de apoio utilizados. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 8:00

Estudo de caso sobre transgênicos

nenhum comentário

Slides de apresentação sobre pesquisa aplicada à cobertura do tema alimentos transgênicos por jornais diários, em aspectos estatísticos, lexicais, narrativos e argumentativos. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:59

Indicadores do agronegócio nacional

nenhum comentário

Indicadores de produção, distribuição e consumo ligados ao agronegócio do Brasil. Série de quadros, tabelas e gráficos. Fonte: “Agronegócio”, J. Mendes e J. Padinha Jr. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:58

Crítica sobre a cobertura de agronegócio

nenhum comentário

Leia o text0 a seguir, sobre deficiências relacionadas à cobertura de agronegócio e sua interface ambiental por veículos de imprensa no Brasil.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:57

Publicações e produções de referência

nenhum comentário

Suplementos e revistas que contribuíram para a formação do jornalismo de agronegócio no Brasil. Profissionalização  e sucessão de modelos de cobertura.
Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:55

Fontes, produção e publicação

nenhum comentário

Mapas conceituais sobre fontes de referência, atividades de produção jornalística e meios de publicação em mídias impressa e eletrônica.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:46

Reflexões sobre jornalismo especializado

nenhum comentário

Reflexões sobre o jornalismo de economia e agronegócio, considerando suas características, condições, circunstâncias e lógicas científicas e midiáticas. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:35

Setores do jornalismo econômico

nenhum comentário

Ficha didática sobre setores de cobertura macro-econômica, micro-econômica, de serviços, financeira e de negócios aplicados à agroeconomia. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:35

Relacionamento com fontes especialistas

nenhum comentário

Leia o texto a seguir, sobre a relação com fontes especializadas na prática de reportagens científicas, também associada ao campo agroecômico. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:32

Fundamentos de produção de reportagem

nenhum comentário

Ficha didática sobre fundamentos de produção de reportagem: saberes de referência do discurso, instrumentos e categorias textuais. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:31

Pauta de jornalismo especializado

nenhum comentário

Ficha didática sobre técnicas de produção de pauta para reportagens especializada: planejamento, pesquisa, apuração, seleção de fontes.  Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:21

Glossário selecionado de termos e conceitos

nenhum comentário

Definições de termos econômicos selecionados, conforme Glossário publicado pelo Portal Brasil. Refletir sobre seus contextos de aplicação no noticiário agroeconômico. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:18

O campo do jornalismo agroeconômico

nenhum comentário

A segementação temática jornalística em temas de agroeconomia. Panorama do agronegócio no Brasil, aspectos políticos, científicos, eixos e desafios de cobertura. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:11

Teorias e escolas do pensamento econômico

nenhum comentário

Teorias e modelos de pensamento econômico. As escolas do mercantilismo, fisiocracia, economia clássica, marxismo, economia neoclássica e escola keynesiana. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 7:00

Epistemologia e validação de conhecimento

nenhum comentário

Princípios epistemológicos para o tratamento de informações especializadas. Problemas associados ao método racional e crítico de validação de conhecimentos. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

01/09/2010 às 4:13

Introdução à teoria epistemológica

com um comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

30/08/2010 às 3:55

Produção de conhecimento

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

29/08/2010 às 4:44

História do método clássico: quatro perfis

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

28/08/2010 às 4:47

Introdução à história do método científico

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

27/08/2010 às 5:09

Organização da ciência a partir de Aristóteles

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

26/08/2010 às 5:19

O racionalismo clássico de Descartes

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

25/08/2010 às 5:20

O racionalismo crítico de Popper

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/08/2010 às 5:22

A crítica contemporânea do racionalismo

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/08/2010 às 5:24

Teorias da complexidade

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/08/2010 às 5:27

Pesquisas qualitativas e quantitativas

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

21/08/2010 às 5:33

Publicado em Metodologia de Pesquisa

Tags desta matéria ,

Métodos de coleta e análise de dados

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

20/08/2010 às 5:35

Publicado em Metodologia de Pesquisa

Tags desta matéria ,

Metodologia de pesquisa-ação

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

19/08/2010 às 5:37

Publicado em Metodologia de Pesquisa

Tags desta matéria ,

Metodologia de pesquisa etnográfica

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

18/08/2010 às 5:39

Publicado em Metodologia de Pesquisa

Tags desta matéria ,

Projeção e formatação de trabalhos acadêmicos

nenhum comentário

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

17/08/2010 às 5:43

Publicado em Metodologia de Pesquisa

Tags desta matéria ,

Serra ou Dilma?

nenhum comentário

Muitos diriam: “Marina!” Mas acabarão votando em José Serra ou Dilma Roussef para presidir o Brasil, no mínimo, até 2014. Apesar do Fla-Flu, são tipos parecidos, Dilma e Serra. No geral, falta-lhes appeal. Serra tropeça na campanha, mas tem base sólida. Dilma chegou acelerando, mas corre risco de derrapar. Serra, mais bem preparado, controla São Paulo. Dilma, mais oportuna, tem o apoio de Lula. Marina, sendo Silva, tem mais appeal, mas pouca chance. Enfim, Serra ou Dilma? Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

02/08/2010 às 4:57

Publicado em Artigo

Tags desta matéria ,

O que fazer dentro da nuvem

nenhum comentário

A vida cotidiana entre chips, sensores, câmeras e zilhões de bits de informação

Em 2029, Araraquara será muito mais do que uma cidade digital. Infovias, internet para todos e órgãos públicos interconectados são apenas o primeiro passo. No futuro, cada araraquarense será, ele próprio, um provedor de acesso à rede. Seremos antenas ambulantes, enviando e recebendo sinais, imersos em uma atmosfera carregada com nuvens de informação. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

08/09/2009 às 16:50

Publicado em Artigo

Tags desta matéria

Remédio não traz felicidade

nenhum comentário

Descontrole e automedicação de antidepressivos e estimulantes preocupa

O uso de medicamentos para tentar resolver problemas como depressão, ansiedade, insônia, mau humor ou falta de atenção tem levado muitos pacientes a um beco de difícil saída. O consumo prolongado e às vezes desnecessário de remédios que afetam o sistema nervoso central pode, além de levar à dependência, mascarar as causas originais do transtorno, dificultando o tratamento.

Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/06/2009 às 7:59

Publicado em Reportagem

Tags desta matéria , ,

Bem no alvo

nenhum comentário

Partículas podem transportar remédios até a doença, sem efeito colateral

Imagine a cena. No interior de uma artéria, alguns poucos átomos de ouro carregam uma droga a ser despejada com precisão sobre um tumor. Eles são conduzidos pelo campo magnético gerado na ponta de uma caneta manipulada pelo médico sobre a pele do paciente. Associados a um anticorpo, os átomos também podem grudar nas células doentes e vibrar freneticamente, aquecendo o câncer até fritá-lo. Parece roteiro de ficção científica, mas esse tipo de procedimento já é testado no Brasil por pesquisadores em nanomedicina, uma ciência que inova tratamentos e diagnósticos usando dispositivos de milionésimos de milímetro – a espessura de um fio de cabelo é milhões de vezes maior que a dessas partículas. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

23/06/2009 às 7:49

Publicado em Reportagem

Tags desta matéria , ,

De Hollywood ao Cine Odeon

nenhum comentário

Com voz de galã, Bob Barlow tirou suspiros das garotas e um bom cachê

Conta-se, de memória, que a notícia causara alvoroço em Araraquara, no fim dos anos quarenta. Viria à cidade o cantor Bob Barlow, um dos crooners de orquestra que faziam sucesso internacional com o filme “Escola de Sereias” (Bathing Beauty, 1944). Imagine o que representava isso naquela época. Estrelas e galãs de rádio e cinema ditavam a moda e o comportamento da juventude que descia a Rua Três, no footing pela Esplanada das Rosas, e subia a Rua Dois, passando pelo Cine Odeon, onde o cantor norte-americano anunciado pelo diário local faria uma única apresentação por aqui. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/06/2009 às 2:11

Publicado em Artigo

Tags desta matéria , , ,

Napalms sobre a terra santa

nenhum comentário

Aos cinco anos, ela conheceu a guerra e viveu, na pele, a história de seu povo

A bióloga e pesquisadora Muna Odeh já perdeu a conta de quantos amigos e conhecidos no Brasil vieram falar com ela desde que as primeiras bombas caíram na Faixa de Gaza, entre o Natal e o Ano Novo. Uns protestam, outros criticam, alguns querem saber algo. A maioria lamenta as crianças mortas às centenas na mais recente ofensiva israelense no menor e mais conturbado dos territórios que sobraram da Palestina. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

04/02/2009 às 20:00

Publicado em Reportagem

Tags desta matéria , , , ,

Made in Havana

nenhum comentário

A saga de um cientista cubano por universidades, lojas e rodas de samba

Quando desceu em Guarulhos, de madrugada, o cientista trazia algumas moléculas numa cápsula e exatos 40 dólares no bolso, dentro de uma carteira surrada de couro marrom. Quase não trazia bagagem: “Cubanos viajam com pouco volume. Na volta, temos que levar compra e mantimento para a família”, explicaria algumas semanas depois. Fazia frio. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

11/12/2008 às 23:58

Publicado em Reportagem

Tags desta matéria , , , , ,

O gap tecnológico na educação

nenhum comentário

Por que ainda é tão difícil usar a informática para inovar o ensino no Brasil?

A adoção de “sistemas multimídia”, “ambientes virtuais de aprendizagem” e “ensino a distância” em centenas de cursos de nível médio e superior fez esquentar o debate entre educadores, cientistas e intelectuais de toda espécie sobre como (e até se) deve a educação transformar-se com as novas tecnologias de informação e comunicação. Leia o restante deste texto »

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

24/08/2008 às 22:24

Publicado em Artigo

Tags desta matéria , ,