teia de ideia [mídia e tecnologia]

Francisco Rolfsen Belda

Teorias da complexidade

nenhum comentário

Definição:

  • Complexo: o que é constituído de vários elementos [Breuer]; conjunto organizado de representações e volições inconscientes de tipo conflitual que constitui a estrutura fundamental da afetividade [Psicanálise]; a evolução normal dos complexos leva à sua extinção progressiva [Freud].
  • Complexidade: Escola filosófica que propõe a indissociabilidade dos fenômenos que compõem o mundo (totalidade orgânica) e a abordagem multidisciplinar como forma de construção do conhecimento.

Edgar Morin: “Introdução ao Pensamento Complexo” (1991:17/19)

“À primeira vista, a complexidade é um tecido (complexus: o que é tecido em conjunto) de constituintes heterogêneos inseparavelmente associados: coloca o paradoxo do uno e do múltiplo. Na segunda abordagem, a complexidade é efetivamente o tecido de acontecimentos, ações, interações, retroações, determinações, acasos, que constituem o nosso mundo fenomenal. Mas então a complexidade apresenta-se com os traços inquietantes da confusão, do inextricável, da desordem, da ambigüidade, da incerteza… Daí a necessidade, para o conhecimento, de pôr ordem nos fenômenos ao rejeitar a desordem, de afastar o incerto, isto é, de selecionar os elementos de ordem e de certeza, de retirar a ambigüidade, de clarificar, de distinguir, de hierarquizar… Mas tais operações, necessárias à inteligibilidade, correm o risco de a tornar cega se eliminarem os outros caracteres do complexus; e efetivamente, como o indiquei, elas tornam-nos cegos.”

1. Conceitos associados à complexidade:

  • auto-organização (conformação de sistemas não-determinados)
  • autopoiese (sistema organizado como único produto de si mesmo)
  • auto-semelhança (fractalidade, repetição escalonada de padrões organizacionais)
  • imprecisão (incomensurabilidade, não-quantificação)
  • conectividade (ligação em rede das partes de um sistema)
  • correlação (intercâmbio entre as partes de um sistema)
  • diversidade (multiplicidade das formas componentes de um sistema)
  • emergência (propriedade de um sistema que retroage sobre as partes)
  • fluxo (sequenciamento dinâmico e comunicativo dos sistemas)
  • imprevisibilidade (não-causalidade, descontrole sobre variáveis interferentes)
  • metadimensionalidade (percepção de propriedades manifestas
  • paradoxo (contrariedade a pressupostos lógicos ou aparentemente incontestes)
  • potencialidade (possibilidade ou probabilidade de realização ou elevação)
  • retorno (caráter cíclico e periódico dos fenômenos)
  • ressonância (vibração provocada por ondas frequenciais emitidas à distância)

2. Temas associados à complexidade:

  • Auto-organização, fractalidade e emergência
  • Mudança, evolução e realimentação
  • Campo, cultura, ecologia e ambiente
  • Caos, desordem e incerteza
  • Ampliação da consciência e relação corpo-mente
  • Desconstrução, novas organizações, criatividade e pedagogias críticas
  • Paraconsistência e lógicas não-convencionais
  • Virtualidade, futuro, novas tecnologias

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

22/08/2010 às 5:27

Deixe uma resposta