teia de ideia [mídia e tecnologia]

Francisco Rolfsen Belda

Leitura de capítulo e prova final

com um comentário

Neste bimestre, faremos a leitura do capítulo introdutório do livro “A cultura da convergência”, de Henry Jenkins (Editora Aleph, 2009). O arquivo está disponível em PDF aqui: Introdução. A partir da leitura, será aplicada uma prova teórica individual, no dia 12 de novembro (valor: 5,0 pontos).

Bom trabalho!

Escrito por Francisco Rolfsen Belda

15/10/2012 às 21:39

Uma Resposta para 'Leitura de capítulo e prova final'

Acompanhe os comentários com RSS ou TrackBack para 'Leitura de capítulo e prova final'.

  1. 1- Para o autor convergência é o conteúdo de vários tipos de mídias e como eles se completam e de como os leitores migram entre esses meios. As pessoas têm um acesso tão fácil às mídias hoje que podem buscar diferentes assuntos em apenas um lugar. O que era dividido em diversos aparelhos se juntou em apenas um. Com o celular podemos fazer ligações, usar a internet, enviar torpedos, assistir vídeos, ou seja, algo que servia apenas para ligações agora realiza funções de outros aparelhos.

    2- Porque uma revolução dá a idéia de mudanças, algo inovador. E convergência é algo que foi aprimorado e melhor adaptado. Isso é chamado estouro da bolha, a tendência que alguns pensavam eram que as mídias iriam se diversificar e divergir, mas o que aconteceu foi que elas se uniram, sem mudar nada, uma única mídia abrange as demais.

    3- A TV é um exemplo simples e que chega a todas as pessoas. Antes era preciso ter a TV, um aparelho de vídeo ou DVD, e um conversor digital. Hoje a TV já tem incluído em seu sistema o conversor HD e recursos para gravar o conteúdo disponível. Ao invés de ter três aparelhos juntando pó e pegando espaço na sua estante, você precisa de apenas um. O Facebook também é um exemplo da convergência já que as redes sociais eram usadas apenas para interação. Hoje você pode acessar conteúdos informativos, culturais e didáticos apenas acessando seu Facebook, enquanto conversa com seus amigos e se diverte usando os jogos e aplicativos.

    4- Sim, eu me considero. Com o fácil acesso que tenho às mídias eu estou sempre conectada, não preciso de um computador para ver as atualizações dos meus amigos no Facebook, pois eu acesso ele do meu celular. Eu não preciso me preocupar em estar em casa n hora que um programa que eu gosto vai passar, eu posso gravá-lo e assistir quando me for favorável. Também não preciso colocar os e-mails de todos os meus amigos quando quiser conversar com eles, posso criar um grupo que contenha o e-mail dos meus amigos e enviar para todos de uma vez. Quando essas facilidades não existiam sempre me virava de algum modo, mas agora que existem não consigo me imaginar sem.

    Larissa Mestieri

    12/11/2012 em 21:44

Deixe uma resposta